Robson Barreto retorna ao Goytacaz como vice-de-finanças

Robson Barreto está de volta ao Goytacaz. Após anunciar a renúncia do cargo de presidente do alvianil em novembro de 2014, Robson retorna ao clube agora como vice de finanças. O anúncio foi feito na última sexta-feira (27/03) durante uma reunião do Conselho Deliberativo do clube.

Em entrevista ao Site Ururau, no último sábado (28/03), após o final da partida contra o Barcelona, quando o Goytacaz venceu por 1 a 0, Robson Barreto confirmou a volta ao clube e explicou como vai ficar a administração alvianil até a marcação de novas eleições.

‘’Eu assumo como vice-de-finanças,  e o Márcio Danilo, presidente do Conselho, fica à frente do clube até as novas eleições que estão programadas para agosto’’, disse.

Sobre concorrer novamente como presidente do Goytacaz, Robson se esquivou do assunto e preferiu focar nas dificuldades em que o clube atravessa.

‘’Vamos arrumar a casa para quem vier a assumir. Hoje o clube tem os salários de fevereiro em débito, e estamos lutando para colocar em dia até o dia 5 de abril’’, ressaltou.

Além do retorno de Robson e a chegada de Márcio Danilo como presidente, a presença do antigo presidente Jomar Garcia junto ao grupo parece estar cada vez mais efetiva conforme foi registrado pela reportagem do Site Ururau quando os três conversavam no gramado do Ary de Oliveira e Souza.
De acordo com a assesoria de imprensa do Goytacaz, a aproximação de Jomar nas ações do futebol do clube está acontecendo pelo fato do presidente Márcio Danilo ter o nomeado como vice-presidente de futebol.

Essas mudanças no Departamento de Futebol e Administrativo do Goytacaz só aconteceram após as saídas de Márcio Rocha, que pediu renúncia logo após a saída do técnico Pimpolho, e do diretor de futebol Daniel Machado, nomeado por Márcio para gerir o futebol do clube.

Uma das novas ações do novo grupo administrativo aconteceu na tarde da última segunda-feira (30/03) com a efetivação do técnico Mauro Rodrigues, ex-auxiliar técnico de Pimpolho, em reunião que teve o aval de Márcio Danilo e do gerente de futebol Júnior Brasília.