Fla vence Flu e complica rival em clássico com Fred expulso e protestos

Mais um capítulo da centenária rivalidade entre Flamengo e Fluminense foi escrito neste domingo. Em um clássico marcado por protestos contra a Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) e pela polêmica expulsão do atacante Fred ainda no primeiro tempo, o Rubro-negro venceu o Tricolor por 3 a 0 - gols de Jonas, Alecsandro e Matheus Sávio -, no Maracanã.
Com 35 pontos, o time da Gávea lidera a competição, está antecipadamente nas semifinais do Campeonato Carioca e próximo do título da Taça Guanabara. Já a equipe das Laranjeiras segue com 28 pontos, em 5º lugar, e precisa obrigatoriamente de uma vitória na última rodada da fase de classificação.
Os rivais voltam a campo na próxima quarta-feira (8), às 22h, para a rodada final. O Rubro-negro pega o Nova Iguaçu, no Moacyrzão, enquanto o Tricolor tem pela frente a decisão contra o Madureira, no Raulino de Oliveira.
Fases do jogo: Antes de a bola rolar, os times ficaram perfilados e posaram juntos com a mão na boca. Foi um ato contra a censura no Campeonato Carioca e que impediu o técnico rubro-negro Vanderlei Luxemburgo de trabalhar no clássico por conta de uma punição de dois jogos. O Flamengo entrou em campo com a vaga nas semifinais garantida em virtude da goleada do Botafogo por 4 a 1 sobre o Madureira. E o primeiro lance de perigo foi justamente do rubro-negro. Aos 9min, Marcelo Cirino partiu em velocidade e chutou cruzado para defesa em dois tempos de Cavalieri.
Com o setor de meio de campo aparentemente mais sólido, o Flamengo abriu o placar. Aos 17min, o volante Jonas se livrou da marcação de Jean e arriscou de longe. A bola pegou efeito e surpreendeu o goleiro Diego Cavalieri. Aos 30min, o atacante Fred foi expulso. Ele já tinha cartão amarelo, sofreu falta de Anderson Pico e colocou a mão na bola. O árbitro aparentemente interpretou como simulação.
O panorama do jogo se apresentou ao Rubro-negro. O time explorou ainda mais os espaços com a velocidade dos atacantes. Aos 32min, Alecsandro marcou, mas a arbitragem assinalou impedimento. Os times erraram muitos passes e diminuíram o ritmo até o encerramento da primeira etapa.
O segundo tempo começou com Frauches no lugar de Jonas no Flamengo. Pressionado e com um a menos, o Fluminense buscou espaços na expectativa de surpreender a defesa adversária. Mas com o contra-ataque apresentado ao Flamengo, o segundo gol era questão de tempo. E ele veio aos 10min. Alecsandro recebeu livre, fez menção de rolar para Cirino, mas tocou com categoria na saída de Cavalieri.
O Tricolor se desorganizou, mas tentou diminuir o placar. Aos 29min, Gum aproveitou confusão na área e soltou a bomba. Paulo Victor fez linda defesa. O Flamengo ainda teve mais um gol anulado em impedimento de Alecsandro. Com festa da torcida, o Rubro-negro ainda marcou o terceiro com o jovem Matheus Sávio aos 44min. O time comemorou a vitória, a classificação antecipada e ainda conquistou o troféu Superclássicos, que soma apenas os pontos dos duelos entre os quatro grandes do Campeonato Carioca.
O melhor: Márcio Araújo - O jogador do Flamengo esteve bem na marcação e foi importante para cadenciar o jogo e distribuir as bolas no meio de campo.
O pior: Diego Cavalieri - O goleiro do Fluminense teve uma atuação ruim e esteve mal colocado em boa parte dos lances. Muito longe do que a torcida do Fluminense se acostumou a ver.
Chave do jogo: A expulsão de Fred foi fundamental para o Flamengo fazer valer a sua maior qualidade: o contra-ataque. A vitória foi construída sem dificuldades.
Para lembrar: Suspenso por críticas à Ferj, o técnico rubro-negro Vanderlei Luxemburgo não foi ao Maracanã. O time foi comandado pelo ex-atacante e auxiliar técnico Deivid.
Os rivais manifestaram-se na entrada em campo com tarjas pretas nas camisas. Os jogadores posaram juntos e colocaram a mão na boca em ato contra a censura no Campeonato Carioca. As torcidas também xingaram o presidente da Ferj, Rubens Lopes e repetiram o gesto dos atletas.
FLAMENGO 3 X 0 FLUMINENSE
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães
Auxiliares: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Silbert Faria Sisquim
Renda: 2.053.970,00
Público: 40.971 pagantes / 46.080 presentes
Cartões amarelos: Gabriel, Jonas, Bressan, Márcio Araújo (Flamengo); Edson, Fred (Fluminense)
Cartão vermelho: Fred (Fluminense)
Gols: Jonas, aos 17min do primeiro tempo, Alecsandro, aos 10min do segundo tempo e Matheus Sávio, aos 44min do segundo tempo
FLAMENGO
Paulo Victor; Pará, Bressan, Wallace e Anderson Pico; Jonas (Frauches), Márcio Araújo e Luiz Antonio (Mugni); Gabriel (Matheus Sávio), Alecsandro e Marcelo Cirino
Técnico: Deivid
FLUMINENSE
Diego Cavalieri; Wellington Silva, Gum, Marlon e Giovanni; Edson, Jean, Gerson (Marlone) e Wagner (Vinicius); Kenedy (Lucas Gomes) e Fred
Técnico: Ricardo Drubscky

Comentários