Entre experiência e juventude, seleção se aproxima da disputa do Latino-Americano de Tênis de Mesa


A seleção brasileira de tênis de mesa começa o mês de fevereiro com a disputa do Campeonato Latino-Americano, que em 2016 será disputado em San Juan (PUR). O país entra na competição continental para defender a supremacia absoluta da última edição, quando teve dobradinha nos torneios por equipes e individuais.

Os primeiros confirmados na disputa do Latino foram os vencedores da seletiva disputada em dezembro último: Ligia Silva (156ª colocada no ranking mundial) e Eric Jouti (238º). A amazonense esteve na edição 2015, na Argentina, quando se sagrou campeã por equipes ao lado de Lin Gui, Jessica Yamada e Caroline Kumahara.

Na seletiva, Ligia superou Caroline Kumahara (132ª) na semifinal e Bruna Takahashi (149ª) na decisão. Motivada pelas declarações do técnico Hugo Hoyama, a mesatenista lutará para melhorar ainda mais o desempenho do ano passado, quando chegou às oitavas de final no individual e as quartas de final nas duplas mistas, ao lado de Humberto Manhani.

O jovem Jouti, por sua vez, disputará o Latino-Americano credenciado por mais uma vitória sobre o experiente Thiago Monteiro, na decisão (4 a 1) – antes, superou Vitor Ishiy em duelo muito disputado, por 4 a 3.

 O resultado volta a colocar Eric em boa posição. Aos 21 anos, ele vem de um 2015 de afirmação, quando disputou diversas partidas em alto nível, chegando a vencer Gustavo Tsuboi (44º) e subir mais de 200 posições no ranking mundial. Além disso, o paulista também faturou seu primeiro título no Circuito Mundial: campeão do Aberto da Argentina.

O Latino-Americano acontece entre os dias 1º e 7 de fevereiro.