BRASILEIRÃO: Rodada recupera mística da camisa 9 e deixa Santa Cruz na liderança

Há quem diga que o camisa 9 não existe mais, porém, o futebol brasileiro prova ao contrário. Dos sete jogos desta quarta-feira pelo Brasileirão, apenas o empate entre Coritiba e São Paulo não teve gol de um homem de referência. Para quem já teve Ronaldo, Romário, Serginho Chulapa, Roberto Dinamite, Careca, Casagrande, Evair, como esquecer do verdadeiro centroavante.
Quem está voando é Grafite. O atacante marcou seis gols e três partidas e tem sido fundamental na campanha do Santa Cruz neste início de Brasileiro. Não é à toa que o Coral está na liderança, com sete pontos - venceu o Cruzeiro por 4 a 1. Logo atrás, o Palmeiras derrotou o Fluminense por 2 a 0, com gol de Alecsandro. No 1 a 1 entre América-MG e Vitória, Victor Rangel para um lado, e Kieza para o outro.
E não parou aí. A Chapecoense, terceiro colocado com cinco pontos, empatou com o Flamengo por 2 a 2. Bruno Rangel deixou o dele. Felipe Vizeu é outro que provou que centroavante ainda existe na base. Pelo mesmo placar, Figueirense e Santos empataram no Orlando Scarpelli. Joel, que jogou na vaga de Ricardo Oliveira, e Rafael Moura honraram a mística da camisa 9.
Por fim, na primeira vitória do Botafogo, diante do Atlético-PR, por 2 a 1, Ribamar, o que mais se aproxima de um atacante de referência no time do Fogão, deixou o seu. Vale na conta!
SANTINHA ARRASADOR!
O Campeonato Brasileiro ainda está na terceira rodada, mas já é possível cravar que, por enquanto, o craque do torneio, com folga, é Grafite. Aos 37 anos, o veterano já tem seis gols na sua volta à Série A após 11 anos. Nesta quarta-feira, ele fez dois na vitória do Santa Cruz por 4 a 1 sobre o Cruzeiro, no Arruda. É a segunda goleada por esse placar, repetindo o triunfo sobre o Vitória na primeira rodada.
Nesta noite, Grafite fez o primeiro num pênalti que ele mesmo sofreu após jogada individual, De Arrascaeta empatou, mas o veterano voltou a colocar o Santa Cruz na frente numa cavadinha cara a cara com Fábio. Arthur ainda fez o terceiro e Keno anotou o quarto do time pernambucano, líder com sete pontos e seis gols de saldo.
O Cruzeiro segue mal, com apenas um ponto, do empate com o Figueirense na rodada passada, na estreia do técnico Paulo Bento. Na próxima rodada, sábado à tarde, recebe o América-MG numa revanche da derrota na semifinal do Campeonato Mineiro. O Santa Cruz visita a Chapecoense, também no sábado, mas às 21h.
VERDÃO BRILHOU!
O técnico Cuca resolveu inovar na escalação do Palmeiras e abriu mão de um atacante na área. Escalou três atacantes de velocidade, mas só conseguiu a vitória por 2 a 0 sobre o Fluminense, nesta quarta-feira, no estádio Allianz Parque, em São Paulo, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, justamente após mexer na equipe e montar a tradicional formação com Alecsandro plantado dentro da área.
Neste domingo, Palmeiras e Fluminense voltam a campo para jogar clássicos. O time alviverde visita o São Paulo, no estádio do Morumbi, ainda mais animado, principalmente pelo que fez no segundo tempo nesta quarta-feira. Já o time carioca recebe o Botafogo precisando dos três pontos, após empate em casa com o Santa Cruz e a derrota em São Paulo.
QUE FASE, SANTOS!
O Santos poderia ter voltado de Florianópolis com uma vitória importante, mas sofreu o empate por 2 a 2 do Figueirense aos 46 minutos do segundo tempo, no estádio Orlando Scarpelli, pela terceira rodada, em mais um jogo de arbitragem contestada no Campeonato Brasileiro. O centro da polêmica: o árbitro carioca Wagner do Nascimento Magalhães, que marcou dois pênaltis para o time da Vila Belmiro e não anotou um para o rival.
Santos deixou a vitória escapar no fim
Santos deixou a vitória escapar no fim
Os santistas Vitor Bueno e Joel não desperdiçaram. Mas a reclamação do Figueirense foi grande: um pênalti não marcado em um lance difícil, na risca da área. Por reclamação, um membro da comissão técnica do time catarinense acabou sendo expulso.
Wagner do Nascimento Magalhães também expulsou, corretamente, o zagueiro Gustavo Henrique, que cometeu uma falta violenta e desnecessária no segundo tempo, quando o Santos já vencia por 2 a 1. Esse lance prejudicou muito a estratégia do técnico Dorival Júnior, que se viu obrigado a sacar um atacante para repor a perda de um defensor.
Os dois pênaltis que o Santos converteu foram marcados com convicção. O primeiro, na etapa inicial, foi cometido por Ferrugem, que esticou o braço e desviou a trajetória da bola. Pela recomendação da CBF, um lance como esse é pênalti.
E O MENGÃO?
No apagar das luzes, o Flamengo conseguiu empatar com a Chapecoense por 2 a 2, nesta quarta-feira, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ). Os gols da partida foram marcados por Felipe Vizeu e Alan Patrick para os cariocas e Bruno Rangel e Hyoran para os visitantes. O jogo teve dois pênaltis polêmicos assinalados pelo árbitro gaúcho Diego Real. Com o empate, a equipe catarinense se manteve entre os primeiros, com 5 pontos, e o Flamengo somou 4, na parte intermediária da tabela de classificação.
Flamengo buscou o empate diante da Chapecoense
Flamengo buscou o empate diante da Chapecoense
Sabendo do perigo que os campeões catarinenses poderiam oferecer, o Flamengo resolveu comandar as ações no estádio Raulino de Oliveira desde o início. Aos 7 minutos, o garoto Felipe Vizeu aproveitou passe açucarado de Everton para abrir o placar para o time rubro-negro.
VITÓRIA DO FOGÃO!
Finalmente saiu a primeira vitória do Botafogo no Brasileirão. Apesar de não ter atuado bem, a equipe alvinegra se sobressaiu, corrigiu as falhas de finalização e venceu o Atlético-PR por 2 a 1, nesta quarta-feira, no estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG), em confronto pela terceira rodada.
Botafogo venceu a primeira no Brasileirão
Botafogo venceu a primeira no Brasileirão
O mando de jogo foi do time carioca, que optou por atuar em Juiz de Fora em busca de uma renda maior do que seria em Volta Redonda (RJ), palco do duelo contra o São Paulo pela primeira rodada. Mas a partida em Minas teve apenas 4.384 pagantes, para uma renda de só R$ 115 mil.
Com quatro pontos, o Botafogo faz o clássico no domingo com o Fluminense, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, como visitante. Já o Atlético Paranaense, que segue sem vencer e tem apenas um ponto, pega, no sábado, o Figueirense, na Arena da Baixada, em Curitiba.
CHEIRO DE EMPATE!
Ainda não foi desta vez. O América-MG chegou a estar na frente no placar, mas acabou não passando de um empate em 1 a 1 com o Vitória, nesta quarta-feira, no estádio Independência, em Belo Horizonte, em partida pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o campeão mineiro de 2016 segue sem vencer e soma apenas um ponto na competição. Já o time baiano foi a quatro pontos. Os gols foram marcados por Victor Rangel, para os donos da casa, e Kieza, para os visitantes.
América-MG empata com Vitória por 1 a 1
América-MG empata com Vitória por 1 a 1
Em todo o primeiro tempo houve praticamente uma chance clara de gol, desperdiçada pelo América-MG, e quando o relógio já marcava 31 minutos de jogo. Hélder avançou pela direita e cruzou. Fernando Miguel espalmou para o meio da área e Victor Rangel, a grande esperança americana de gols no campeonato, chutou mal, à direita da meta adversária. Pelo Vitória, Marinho tentava mostrar serviço pela direita. Conseguiu pelo menos dois cruzamentos, mas todos aliviados pela zaga.
Confira os resultados da 3ª rodada
Figueirense-SC
2
x
2
Santos
Botafogo-RJ
2
x
1
Atlético-PR
Flamengo-RJ
2
x
2
Chapecoense-SC
América-MG
1
x
1
Vitória-BA
Santa Cruz-PE
4
x
1
Cruzeiro-MG
Palmeiras
2
x
0
Fluminense-RJ
Coritiba-PR
1
x
1
São Paulo
Próximos Jogos
CorinthiansxPonte Preta
26/05/2016 11:00
Internacional-RSxSport-PE
26/05/2016 16:00
Atlético-MGxGrêmio-RS
26/05/2016 21:00

Palmeiras passou pelo Fluminense nesta quarta-feira
Palmeiras passou pelo Fluminense nesta quarta-feira

Comentários