Campos e Itaboraí não saem do zero e embolam Triangular da Série B

Pelo segundo jogo do Triangular Final da Série B do Carioca, Campos e Itaboraí ficaram no 0 a 0, neste domingo (11), no Aryzão. O empate sem gols acabou sendo, na verdade, um jogo movimentado entre as duas equipes e com várias oportunidades de gol. O Roxinho colocou duas bolas na trave, enquanto a Águia teve no goleiro Dida seu principal nome, com algumas defesas importantes.

A igualdade manteve as equipes próximas dentro da classificação do torneio, com o Campos chegando a três pontos, enquanto o Nova Iguaçu se manteve com dois e o Itaboraí chegou a um. No próximo sábado (17), o Azulão volta a campo para receber o Nova Iguaçu, em confronto inicialmente previsto para o Alzirão, que ainda não está com os laudos liberatórios para o público. O Roxinho, por sua vez, só retorna à disputa no dia 24, quando enfrenta novamente a ADI, só que na condição de visitante.

Chances aparecem, goleiros trabalham, mas nada de gols

Muito desfalcado, o Itaboraí foi ao Norte Fluminense muito diferente daquele time que cumpriu boa campanha nos dois turnos da competição. Com três zagueiros e um trio de volantes na formação inicial, e sem o maestro Caio Cezar, com problemas na documentação de renovação do contrato, o Azulão optou por primeiro se defender. O Campos, por sua vez, tomava a iniciativa. Anderson Manga, após cobrança de escanteio, acertou a trave.

O Itaboraí tinha dificuldades para chegar no ataque, mas quando conseguiu se aproximar da meta adversária, levou perigo. E por duas vezes com Edu. O atacante, titular pela primeira vez na competição, acertou chute cruzado que passou à direita do goleiro Bambu. Logo em seguida, ele aproveitou lançamento do campo de defesa, testando de costas para o gol. O arqueiro do Campos, que saiu em falso, não achou nada e quase viu a bola morrer no fundo das redes. No restante da etapa inicial, muitos chutes de longe, sem direção e força suficientes.

Após o intervalo o time mandante voltou com tudo, disposto a abrir o placar. Os jogadores do Roxinho só não contavam com uma atuação inspirada de Dida. Primeiro o camisa um salvou cabeçada forte de Jhonathan, executando uma defesa sensacional. Na sequência, Vinícius Paquetá surpreendeu em cobrança de escanteio que tomou o caminho do gol. Mais uma vez, lá estava Dida. E o show do goleiro seguiu em novos lances pelo alto, finalizados por Thurran e Cleiton.

Com o passar do tempo, o cansaço era latente. Rafael Soriano optou pelas entradas de Gilmax e DG, que não conseguiram renovar o fôlego do Campos. Por sua vez, Luiz Antônio tinha no banco cinco jogadores vindos da categoria de base que sequer haviam entrado em campo na competição. Ele até promoveu as entradas de Igor e Felipe Camacho, mas nada que fosse suficiente para mudar o panorama do duelo, que ficou mesmo sem abertura de contagem.

A partida
Campos 0x0 Itaboraí - Campeonato Carioca Série B - Triangular Final -  2ª rodada - 11/9/2016 às 15h

Estádio Aryzão (Campos dos Goytacazes - RJ)
Árbitro: Mauricio Machado Coelho Junior
Assistentes: Wagner de Almeida Santos e Jackson Lourenço dos Santos

Campos: Bambu; Vinicinho, Thurran, Cleiton e Jadinho; Sanderson, Jhonatan e Washington (Gilmax 29'/2ºT); Miguel, Vinicius Paquetá e Anderson Manga (DG 36'/2ºT). Técnico: Rafael Soriano.

Itaboraí: Dida; Fabão, Raphael Neuhaus e Rodrigão; Victor Silva, Peterson (Felipe Camacho 42'/2ºT), Leônidas, Pedro e Maycon (Igor 28'/2ºT); Ricardinho e Edu. Técnico: Luiz Antonio Ferreira.

Cartões amarelos: Sanderson, Jhonatan (CAA); Peterson, Ricardinho (ADI)

Renda e público: não disponíveis

Fonte: Futrio

Comentários