Chances desperdiçadas geram lamentação de Soriano após empate

Se não foi ruim, também não é motivo para comemoração. O empate dentro de casa pela segunda rodada do Triangular Final da Série B, obtido pelo Campos diante do Itaboraí, não foi o resultado imaginado pelo treinador Rafael Soriano. Ele destacou o maior volume de jogo que sua equipe apresentou durante os 90 minutos e ainda lembrou que o adversário apresentou uma postura retraída, que dificultou a criação de jogadas.

- O Triangular está sendo muito disputado em virtude do nivelamento das equipes. Foi um jogo muito truncado, o Itaboraí veio com o objetivo de se defender e buscar o empate, nós tivemos algumas chances, mas acabamos não convertendo em gols. Tivemos maior volume de jogo, maior domínio, mas o empate foi justamente em cima de não termos matado as oportunidades que criamos - analisou Soriano.

O equilíbrio ao qual se refere Rafael Soriano pode ser visto na classificação do Triangular Final, liderado justamente pelo Roxinho, com três pontos. Em sua cola está o Nova Iguaçu, com dois, enquanto o Itaboraí vem logo atrás, com um. E como folga na próxima rodada, o time do Norte Fluminense pode ter sua liderança ameaçada por um dos concorrentes. A vaga no G-2, ao menos, está garantida independente do resultado no confronto entre Itaboraí e Nova Iguaçu.

O Campos terá um período de duas semanas sem atuar, já que só volta às quatro linhas na quarta rodada do Triangular Final, que marcará a abertura do returno. Mais uma vez o oponente será o Itaboraí, dessa vez no Alzirão. O confronto está previsto para acontecer no próximo dia 24.

Comentários