Ex-jogadores do Roxinho campeão campista profissional de 76 são homenageados pelo clube

O Campos realizou neste domingo (30/10) uma homenagem aos jogadores que conquistaram o Campeonato Campista de 1976, pelos 40 anos do título. A solenidade aconteceu durante a parte da manhã, na sede do clube. O título citadino de 1976 foi o último grande troféu profissional conquistado pelo Roxinho, que ficou 25 anos fora de torneios profissionais, voltando em 2015 a figurar entre as divisões principais do futebol do Rio de Janeiro.
Os campeões de 1976 bateram, na decisão do título, o Paraíso de Tócos, por 2 a 0. O jogo aconteceu em 12 de junho de 1976, no Estádio Godofredo Cruz. Os dois gols foram de Ori. Naquele ano, o Roxinho ainda disputou o Campeonato Fluminense. Para a homenagem, foram convidados nomes como Dilsinho, Sérgio Alcântara, Zé Luís, Xavier, Fernando Gavião, Rubinho, Emílson, Robson, Tatalo, Zé Antônio, Joãozinho e Gerson Morobá.
A iniciativa da homenagem foi do jornalista Wesley Machado, conselheiro do clube e autor do livro do centenário do Roxinho, lançado em 2012. A solenidade fez parte ainda das comemorações pelo aniversário do clube, que aconteceu no último dia 26, quando o Campos Atlético Associação completou 104 anos de fundação.

 Os ex-jogadores do Campos Atlético Associação que se sagraram campeões campistas de profissionais em 1976, em campeonato organizado pela Liga Campista de Desportos (LCD), foram homenageados neste domingo (30) no salão do clube. A homenagem foi em alusão aos 40 anos do título citadino, conquistado no dia 12 de junho de 1976 após a vitória de 2 a 0 do Campos sobre o Paraíso no antigo estádio Godofredo Cruz, no Parque Tamandaré.
A equipe vitoriosa formou com: Dilsinho, Sérgio Alcântara, Zé Luís, Xavier e Fernando Gavião; Rubinho, Emílson e Robson (Joãozinho); Ori, Tatalo e Zé Antônio. O técnico foi Paulo Alcântara. Oito ex-jogadores do time campeão de 76 compareceram ao clube neste domingo para a homenagem: Zé Luís, Xavier, Fernando Gavião; Rubinho, Joãozinho, Tatalo, Zé Antônio e Mauro. Eles receberam um diploma de condecoração, um pôster do esquadrão da época e uma camisa retrô, que foi produzida especialmente para o evento.
– Aproveitando o momento em que o Roxinho voltou a estar em evidência no futebol, nos 40 anos do último título profissional conquistado pelo clube; e afim de resgatar a história, viemos homenagear os antigos atletas que envergaram o uniforme do Campos Atlético Associação com o intuito de relembrar aqueles que fizeram a história do clube, trazendo os mesmos de volta ao convívio da família Roxinho nas comemorações dos 104 anos do clube em 2016 – afirmou Wilson Carlos, diretor do Campos, que propôs a homenagem.


Fotos: Carlos Grevi

Comentários