Sete clubes são suspensos da Quartona por não pagarem borderôs de jogos


A Série C do Campeonato Carioca atingiu, nesta segunda-feira (30), seu momento de maior crise. A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FFERJ) anunciou a suspensão de sete clubes por falta de pagamento de borderôs, incluindo times que estão lutando diretamente pelo acesso. Campo Grande, Casimiro de Abreu, EC Resende, Itaperuna, Miguel Couto, Paduano e União de Marechal não pagaram as taxas de partidas como mandantes e têm apenas alguns dias para quitarem as dívidas. Uma resolução foi emitida pela Federação para confirmar as suspensões em massa.

A medida afetou até a última rodada do campeonato, que estava marcada para o próximo fim de semana. Os jogos que aconteceriam no próximo dia 5 foram transferidos para 12 de novembro, com os duelos adiados da sexta rodada do returno (Itaperuna x Profute e Casimiro de Abreu x Paduano), inicialmente marcados para os dois primeiros dias do mês, também sofrendo um adiamento de uma semana. Vale lembrar que o Miguel Couto já estava suspenso por não-pagamento de dívidas pecuniárias desde a última semana.

Segundo a FFERJ, os recordistas de dívidas são Campo Grande e Miguel Couto, que não teriam pago os borderôs de sete partidas. Com cinco jogos, vêm Casimiro de Abreu e União de Marechal Hermes. Com quatro, Itaperuna e Resende se juntam ao Paduano, que tem três. Com isso, as despesas somam nada menos que 35 jogos e estão estimadas em quase R$ 200 mil. Com isso, a Quartona chega a oito times suspensos, além de outros quatro já excluídos. Isto quer dizer que a Série C tem, hoje, mais times irregulares do que regulares.

A FFERJ deu um prazo para que os clubes regularizassem estas pendências, de até 72 horas antes dos seus próximos jogos, sob pena de perderem por WO. No entanto, como já haveria jogos na quarta-feira (1/11) envolvendo times suspensos, o que não daria tempo hábil para o pagamento, a solução foi adiar em uma semana as partidas programadas. Assim, o Itaperuna tem até o próximo domingo (6/11) para saldar a dívida, o Casimiro de Abreu e o Paduano, até a segunda-feira seguinte, com Campo Grande, EC Resende, Miguel Couto e União tendo até o dia 9.

Número de WOs promete ser ainda maior
A surpreendente medida afetou até equipes que estão lutando diretamente pelo acesso, caso de Itaperuna, Casimiro de Abreu e EC Resende. Caso o problema não seja resolvido a tempo, a última rodada da Quartona pode ter apenas um jogo acontecendo; entre Campos e 7 de Abril. Todos os outros jogos programados têm, pelo menos, uma equipe suspensa, o que propiciaria um inacreditável número de 7 WOs na rodada final, com apenas uma partida resolvida em campo. Com isso, chegaria-se à marca de 40 durante todo o campeonato.

O famigerado WO duplo também poderá voltar a ser visto. Paduano e Casimiro de Abreu se enfrentam em jogo adiado da sexta rodada, mas estão atualmente suspensos. Para a jornada final, estão programados os duelos entre União de Marechal e Paraíba do Sul e Miguel Couto x Paduano, partidas que correm risco de não acontecerem e também não terem vencedor. Até agora, já houve três WOs duplos na competição, quantia que pode dobrar caso as dívidas dos clubes envolvidos não sejam pagas a tempo. Coisas da quarta divisão carioca.

Fonte: Futrio

Comentários