Gabriel Galhardo dá o tom de empate amargo no Aryzão: "100% era essencial"

Empatar em casa, levando gol aos 45 minutos do segundo tempo é um cenário que qualquer equipe de futebol gostaria de evitar. E numa Seletiva de apenas cinco jogos, como é no Campeonato Carioca, uma situação como essa pode ter consequências irreversíveis. O Goytacaz sentiu o gosto amargo na última quinta (28), ao empatar por 1 a 1 com a Cabofriense no Aryzão. Com apenas um ponto em dois jogos, está em situação difícil na fase preliminar do Estadual.

Gabriel Galhardo, uma das referências da equipe alvianil, não se furtou em admitir que o resultado foi altamente frustrante. Com somente mais um confronto em casa na Seletiva, ele lamentou o fato de não poder mais alcançar 100% de aproveitamento em Campos.

- Resultado bem ruim, já que o 100% era sim essencial. E um gol no final, em um jogo que fomos bem superiores, deixa bastante frustração - disse o meia.

Com 10 dias pela frente até voltar a campo na Seletiva, cabe ao Goytacaz treinar e minimizar os erros, já que, para seguir sonhando com vaga na fase principal do Carioca, será preciso realizar uma campanha próxima da perfeição nos três compromissos que restam.

- Fizemos um bom jogo, tivemos uma oscilação no começo do segundo tempo, mas depois nos encontramos e conseguimos melhorar novamente. Temos que ter mais atenção e melhorar ainda mais para podermos vencer o América - projetou Galhardo.

O Goytacaz visita o America no dia 6 de janeiro, em duelo previsto inicialmente para o Estádio Elcyr Resende, em Saquarema. Jogo de desesperados, onde provavelmente só um sairá vivo.

Fonte: FutRio

Comentários