Em jogo cheio de gols, Macaé e America empatam por 3 a 3 em Friburgo

Tudo igual para Macaé e America, que se enfrentaram nesta quarta-feira (10), no Estádio Eduardo Guinle, em Nova Friburgo. O placar apontou empate por 3 a 3 na partida válida pela quarta rodada da Seletiva do Campeonato Carioca. O resultado, no fim das contas, não ficou bom para ninguém. O Alvianil não conseguiu confirmar o mando, enquanto o Mecão soma o primeiro ponto com Duílio no comando técnico, mas ainda sem vencer em quatro jogos.

Com sete pontos, o Macaé assume a segunda colocação, mas pode sair de lá caso o Goytacaz derrote o Resende e consiga tirar diferença de três gols no saldo - o confronto que encerra a jornada do meio de semana acontece às 20h. O America, por sua vez, segue na lanterna, já pensando no Grupo X.

Na última rodada da Seletiva, que acontece no sábado (13), o Macaé vai decidir a vida contra o Resende, no Estádio do Trabalhador. O America, cumprindo tabela, receberá a Cabofriense no Giulite Coutinho.

Reta final eletrizante na primeira etapa
Ao contrário do que se poderia imaginar pela posição das duas equipes na tabela, quem começou criando mais foi o America. Ainda antes da parada técnica, Pessanha e Ciro tiveram boas chances na bola parada, mas cabecearam para fora. Enquanto isso, o Macaé, que pouco assustava, no primeiro bom lance de ataque foi premiado, aos 22 minutos: Matheus Babi foi derrubado por Marlon na área. Pênalti que Pipico, no entanto, bateu na trave.

Na reta final da primeira etapa, no entanto, depois de inúmeros passes errados dos dois lados, o Macaé viveu um bom momento e começou a construir um bom resultado. Aos 41 minutos, Lepu cruzou da direita, Pipico cabeceou na pequena área e Felipe, que completava 100 jogos com a camisa rubra, operou um verdadeiro milagre. Contudo, em vão, já que o rebote ficou para Matheus Babi, que cabeceou para o gol e abriu o placar.

Logo em seguida, o Macaé ampliou em um contra-ataque fulminante. Aos 43, Charles roubou a bola e tocou para Lepu, que ainda antes do meio campo lançou Pipico. O camisa sete arrancou pela esquerda completamente livre e deu um toque sutil na saída de Felipe para dobrar a vantagem. Já nos acréscimos, porém, o America diminuiu: após cobrança de escanteio, a defesa do Macaé ficou olhando Tiago Corrêa acertar um belo chute e descontar.

Chuva de gols prossegue
O gol americano no fim do primeiro tempo mudou o panorama do jogo para o segundo. Tanto é que, logo aos seis minutos, Anderson Künzel recebeu livre na grande área e tocou por cima de Andrey para empatar o jogo. O Macaé ainda conseguiu reagir e retomar a frente do placar aos 17, em um lance muito semelhante: Pipico, sozinho, finalizou firme, sem chances para Felipe, recuperando a dianteira do marcador.

Na frente, Josué Teixeira sacou o atacante Matheus Babi e pôs o time com três zagueiros ao promover a entrada de Luís Felipe. Apesar da vantagem macaense, veio o desfecho mais improvável: aos 24 minutos, após cruzamento de Léo Franco da direita, o lateral Belarmino apareceu e marcou um incomum gol de cabeça, deixando tudo igual novamente. Nervoso e abatido, o Macaé não teve forças para reagir novamente. Já o America até tentou, mas pouco assustou Andrey e não mexeu no placar.

A partida
Macaé 3x3 America - Campeonato Carioca, 4ª rodada da 1ª fase - 10/01/2018 às 16h

Estádio Eduardo Guinle (Nova Friburgo-RJ)
Árbitro: Pathrice Maia
Assistentes: Diogo Carvalho Silva e Carlos Henrique Souza

Macaé: Andrey; Marcelo, Admilton, Igor João e Matheus Oliveira; Charles (Anderson, 14’/2ºT), Lepu, Alex e Diego Sales (Neto, 10’/2ºT); Matheus Babi (Luís Felipe, 20’/2ºT) e Pipico. Técnico: Josué Teixeira.

America: Felipe; Belarmino, Ciro, Pessanha e Marlon; Tiago Corrêa (Diogo Alves, 40’/2ºT), Fernando Chagas (Guaraci, 33’/2ºT), Léo Franco e Assis; Anderson Künzel e Léo Martins (Nivaldo, 25’/2ºT). Técnico: Duílio.

Cartões amarelos: Andrey, Admilton (MAC); Ciro (AME)

Gols: Matheus Babi, 41’/1ºT (1-0); Pipico, 43’/1ºT (2-0); Tiago Corrêa, 47’/1ºT (2-1); Anderson Künzel, 6’/2ºT (2-2); Pipico, 17’/2ºT (3-2); Belarmino, 24’/2ºT (3-3)

Público: 400 pagantes (80 presentes)
Renda: R$ 5.000,00

Fonte: FutRio

Comentários