Josué contesta pênalti, mas se mostra sereno com Macaé fora do G-2

De líder isolado da Seletiva o Macaé se tranformou em terceiro colocado - fora da zona de classificação para a fase principal do Carioca - após a derrota por 1 a 0 para a Cabofriense, no último sábado (6). O famoso "jogo de seis pontos", que acabou custando caro. O pênalti assinalado pelo árbitro Leonardo Garcia Cavaleiro, que resultou no gol de Anderson Manga, não foi bem digerido por Josué Teixeira, que via o Leão superior àquela altura.

- O segundo tempo nós dominamos, tivemos as melhores chances. Tiveram um gol de pênalti e aí você entra naquelas questões dos pênaltis. Conversei com o árbitro e ele falou: "bota na minha conta". Eu não preciso botar na conta dele, mas a melhor resposta eu dei: "eu vou bater na cama e vou dormir" - relatou o treinador.

Apesar do Macaé estar fora da zona de classificação, Josué Teixeira não vê motivo para alarde. Neste momento o técnico leva em conta o aproveitamento apresentado e a pontuação obtida. A análise sobre posição ele deixa para quando Seletiva chegar ao fim.

- Não mudou muita coisa. Não sei o saldo do Bonsucesso, mas é ter tranquilidade. Não adianta focar que não estamos no G-2. Estamos com pontuação de G-2 e é ter tranquilidade para os jogos que temos pela frente - avisou.

O Macaé volta a campo na quarta-feira (10), quando receberá o eliminado America, no Eduardo Guinle, às 16h. O Moacyrzão está sem o laudo da Polícia Militar, o que impede a realização do confronto no Norte Fluminense.

Fonte: FutRio

Comentários