Quase lá! Cabofriense derrota o Bonsucesso e vê fase principal bem perto

image
Quase lá! Mais eficiente, a Cabofriense derrotou o Bonsucesso por 2 a 0, na tarde desta quarta-feira (10), no Estádio Elcyr Resende, pela Seletiva do Campeonato Carioca. O resultado positivo, com gols de Davi Ceará e Victor Silva, praticamente garantem o Tricolor Praiano na fase principal do Estadual.

Com 10 pontos e invicto após quatro jogos, a Cabofriense lidera de maneira isolada a primeira fase. O Cesso, com o revés, fica na terceira posição, com seis pontos. Para carimbar o passaporte matematicamente, o time de Cabo Frio ainda depende de um tropeço do Goytacaz contra o Resende. Do contrário, a definição fica para o sábado (13).

Na última rodada da Seletiva, a Cabofriense visita o America, no Estádio Giulite Coutinho. O Bonsucesso, por sua vez, encara o Goytacaz, em local a definir.

Gol no fim em bom primeiro tempo
O forte calor em Saquarema não atrapalho que um bom jogo fosse visto na etapa inicial. Foram inúmeras chances para ambos os lados. A Cabofriense chegou primeiro, com Maranhão. O atacante foi acionado pela esquerda, mas viu a defesa travar a finalização antes que ela fosse no gol.

O Bonsucesso chegou com duas boas oportunidades em sequência. Jeanderson bateu falta e parou em George. Miguel também tentou de longe, mas viu o arqueiro do Tricolor intervir bem novamente. E o dia era mesmo de George, que parou também Sabão em dois lances individuais consecutivos, que terminaram em chutes perigosos.

Os últimos 15 minutos de primeiro tempo foram mais cadenciados. E foi justamente neste período que a rede balançou. A Cabofriense, na base da bola parada, acabou saindo na frente aos 43. Davi Ceará, em falta frontal, bateu no capricho, superando Léo Flores, que sequer pulou: 1 a 0 no apagar das luzes.

image
Victor Silva fecha a conta
O segundo tempo foi disputado de maneira mais lenta. O Bonsucesso precisava do empate, mas não conseguia se impor. Marcelo Salles tentou mexer. No entanto, as entradas de Matheus Pimenta, Matheus Salgado e Thiaguinho, não surtiram grand efeito. Julinho, em chute cruzado, chegou perto de marcar, mas parou em George.

A Cabofriense, do outro lado, também demonstrava fôlego mais baixo. Roy apostou em nova dupla de ataque: Lauro César e Anderson Manga. E foi o primeiro que bateu falta na medida para Victor Silva subir muito bem e testar para as redes: 2 a 0 aos 31 minutos da etapa complementar.

Aos 39, o momento pitoresco do jogo. Árbitro da partida, João Batista de Arruda sentiu lesão e foi substituído pelo adicional Yuri Elino Ferreira da Cruz. O substituto nem teve tanto trabalho. Com o resultado praticamente definido, restou aguardar. O Bonsucesso ensaiou um abafa, mas sem efetividade.

A partida
Bonsucesso 0x2 Cabofriense - Campeonato Carioca, 4ª rodada da 1ª fase - 10/01/2017 às 16h

Estádio Elcyr Resende de Mendonça (Saquarema - RJ)
Árbitro: João Batista de Arruda
Assistentes: Flávio Manoel da Silva e Ricardo Nogueira da Silva

Bonsucesso: Léo Flores; Yago (Thiaguinho, 24'/2ºT), Felipão (Matheus Salgado, 11'/2ºT), Lucas Tavares e Jeanderson; Filipe Silva, Mauro Silva, Julinho e Miguel; Sabão e Deyvison (Matheus Pimenta, 8'/2ºT). Técnico: Marcelo Salles.

Cabofriense: George; Leomir, Leandro Euzébio, Victor Silva e Almir; Levi, Kaká Mendes, Bruno Tubarão e Davi Ceará (Gama, 25'/2ºT); Maranhão (Lauro César, 16'/2ºT) e João Carlos (Anderson Manga, 16'/2ºT). Técnico: Antônio Carlos Roy.

Cartões amarelos: Deyvison (BON); Davi Ceará, Bruno Tubarão e Levi (CAB)

Gols: Davi Ceará, 43'/1ºT (0-1); Victor Silva, 31'/2ºT (0-2)

Público: 200 presentes (170 pagantes)
Renda: R$ 2.700,00

Fonte: FutRio

Comentários