Seletiva: Cabofriense a um empate da vaga; mais três times sonham com G-2


Ao contrário de 2017, quando a Portuguesa chegou à última rodada da Seletiva com a classificação garantida, a edição de 2018 da fase preliminar deixou a definição do G-2 para a jornada derradeira, que acontece no sábado (13). A Cabofriense, no entanto, está quase lá. O time da Região dos Lagos depende de um empate contra o eliminado America para carimbar o passaporte à fase principal. Mesmo que perca, possui boa diferença no saldo de gols sobre Macaé e Goytacaz (6/2/0).

A segunda vaga, essa sim, promete fortes emoções. O Macaé é o dono de momento. Com sete pontos, está empatado com o Goytacaz, mas leva a melhor no saldo: 2 a 0. Nem mesmo uma vitória na última rodada é garantia de classificação, já que os critérios de desempate podem fazer a diferença.

O Bonsucesso, com seis pontos, ocupa a quarta colocação, mas ainda sonha. A primeira missão (e obrigatória) é vencer o Goytacaz no confronto direto. E só isso não basta. Ainda será preciso secar o Macaé, que vai pegar o Resende, outro time que não possui mais objetivos na Seletiva, já que não pode alcançar a classificação.

No bonde dos eliminados, Resende e America já projetam o Grupo X. Os dois clubes aguardam a outra dupla que ficará pelo caminho e participará da chave da morte, onde o objetivo é evitar o rebaixamento à Série B1, que é válido ainda para 2018. Coisas do futebol do Rio de Janeiro.

Fonte: FutRio

Comentários