Lagoa e mar: esportes movimentam a orla de Macaé

atletas em canoas na lagoa
Os praticantes e apreciadores de esportes aquáticos tiverem um final de semana repleto de atrações. Neste domingo, logo nas primeiras horas da manhã, a Praia do Pecado foi tomada por 70 pescadores que, em duplas, participaram da Copa Verão de Pesca de Praia.

Das maletas eles tiravam varas, molinetes, carretilhas e uma infinidade de linhas e anzóis, equipamentos necessários para uma boa pescaria. O segredo da dupla de Campos dos Goytacazes, Hermes e Thiago Barreto, pai e filho, é a paciência e a adaptação às condições do mar. "Hoje, por exemplo, teremos que ter muita paciência e utilizar o material mais leve devido às condições do mar", contou. 

A Copa Verão de Pesca de Praia contou com a presença do presidente da Federação de Pesca e Lançamento do Estado do Rio de Janeiro (Fepelerj), Leonardo Dias, que elogiou a infraestrutura da orla e garantiu que a última etapa do estadual de pesca, em novembro, será em Macaé.

- A orla macaense é maravilhosa, os pescadores e seus familiares podem contar com uma infraestrutura muito boa, com restaurantes, quiosques e segurança. A prefeitura e o Clube Macaé de Pesca estão de parabéns pela iniciativa e organização -, frisou Dias. 

O diretor do Clube Macaé de Pesca, Pablo Agostinho dos Santos, falou da importância de fomentar eventos na cidade que possam mostrar os seus atrativos e movimentar a economia. "Nossa meta é resgatar e incentivar a prática da pesca, que sempre foi forte no município. Não posso deixar de agradecer a Prefeitura de Macaé pelo apoio das Secretarias de Esportes e de Comunicação". 

Ele lembrou que o Clube Macaé de Pesca foi classificado para disputar o Campeonato Sul-Americano, no Chile. Serão 10 equipes brasileiras e Macaé contará com oito atletas que irão representar o Brasil, nas categorias feminino e masculino. 

Lagoa - A I Etapa do Circuito Norte Fluminense de Canoa Havaiana, na Lagoa de Imboassica, reuniu diversos atletas, que tiveram que percorrer uma distância de mil metros. Os atletas do projeto Vela Jovem também colocaram os barcos na água e empolgaram a plateia. 

A dona de casa Nádia Rocha é adepta de canoa havaiana há quase dois anos e falou da sua experiência. "Sempre pratiquei esportes, mas o encontro com a canoa havaiana mudou a minha vida. O contato com a natureza e o respeito do trabalho em equipe são fundamentais para um bom desempenho", contou, acrescentando que receber outros atletas é a oportunidade de mostrar as belezas da cidade. 

O organizador do evento, Carlos Henrique Paiva, informou que em maio o município irá sediar a abertura do estadual de canoa havaiana, com expectativa de receber 600 atletas. "Este será um evento que movimentará a cidade, pois além dos atletas, muitos viajam com sua famílias, mobilizando todo o arranjo turístico", classificou.

Comentários