Meninos do CT do Americano: Paulo Vitor lidera a turma

Meninos do CT: PV lidera a turma
Desde que chegou ao Americano, o treinador Josué Teixeira avisou que priorizaria a mescla da juventude com experiência na montagem do elenco. Logo na estreia da temporada contra o Novorizontino na última segunda-feira, dia 23 de abril, o técnico manteve sua filosofia e passou a responsabilidade de conduzir o meio-campo a Paulo Vitor. E o jovem, que completa 20 anos no próximo mês não decepcionou, compondo o setor mais elogiado pelo comandante após a partida.

Este foi apenas o quarto jogo como titular de Paulo Vitor em sua carreira profissional, mas segundo o próprio o mais especial, visto que se tratava de uma competição nacional e porque também carregava nas costas o consagrado número 10.

“Foi uma estreia onde o nervosismo e a ansiedade influenciaram um pouco. Enfrentamos uma equipe forte, com jogadores rodados e de qualidade. Achei que fiz um bom jogo taticamente, mas tecnicamente não estava nos meus melhores dias “, comentou Paulo Vitor ao site oficial do Americano.

A cobrança por melhores atuações não vem apenas de dentro do clube. Filho do ex-zagueiro Paulo Campos, que atuou em diversos clubes cariocas na década de 90, o meia alvinegro diz que procura sempre conversar com o pai após as partidas para aprimorar fundamentos, principalmente a marcação para evitar erros, como o pênalti cometido no último minuto, que definiu o empate diante do Novorizontino.

“Meu pai sempre me orienta e me ajuda muito por ter sido jogador. Sem dúvidas, ele é o maior incentivador da minha carreira. Sempre procuro trocar ideias com ele para que eu possa cada dia mais desenvolver o meu futebol”.

Comentários