Faltando 10 dias para a Segundona do Rio, conheça as histórias de Barcelona e Barra da Tijuca


Faltando 10 dias para a Segundona do Rio, hoje o GF ESPORTE irá destacar dois dos 21 clubes participantes da competição, por ordem alfabética. A competição está prevista para ocorrer em 29 datas, entre 19 de maio e 29 de setembro. Barcelona Esporte Clube e Clube Atlético da Barra da Tijuca estão em destaque.

Barcelona Esporte Clube é uma agremiação esportiva da cidade do Rio de Janeiro, fundada a 5 de dezembro de 1999.

Em março de 2011, a agremiação foi alvo de diversas reportagens do programa Globo Esporte. O clube também se tornou notório por revelar o zagueiro Thiago Silva, que joga atualmente no Paris Saint-Germain Football Club e na Seleção Brasileira.
Resultado de imagem para Barcelona Esporte Clube
História

A fundação
Em realidade o Barça Carioca, como é carinhosamente conhecido, é o legítimo sucessor do antigo Internacional Futebol Clube, de Curicica, pois foi fundado pela mesma dupla de dirigentes: Valdeir Penudo e Augusto Vieira.


2000
Agremiação que homenageia o prestigioso FC Barcelona, da Catalunha, por conta do sucesso na época no clube catalão de Ronaldinho Gaúcho, o homônimo carioca estreou no profissionalismo em 2000, na disputa do Campeonato Estadual da Quarta Divisão, chamado à época de Série A-3, no mesmo ano. Fica apenas em quinto na classificação final da primeira fase ao ser superado pelo classificado à final Casimiro de Abreu Esporte Clube. Copacabana Sport Club e Esporte Clube Taquaral, Heliópolis Atlético Clube o superaram. Atrás ficaram Tomazinho Futebol Clube, União Central Futebol Clube e Centro de Futebol Miguel de Vassouras Sociedade Esportiva. O São João de Meriti Futebol Clube deixou o campeonato e seus resultados foram anulados. Na segunda fase, o Barça fica na última posição ao ser superado novamente pelo Casimiro de Abreu Esporte Clube, que por ter ganhado essa fase se sagrou campeão antecipadamente. União Central Futebol Clube, Copacabana Sport Club, Centro de Futebol Miguel de Vassouras Sociedade Esportiva, Esporte Clube Taquaral e Tomazinho Futebol Clube completam a lista. O Heliópolis acabou eliminado da competição e seus resultados foram anulados.

2001 a 2010
Em 2001, é convidado a disputar a fase preliminar do Campeonato Estadual da Segunda Divisão de Profissionais. O clube fica em penúltimo no Grupo "C" e é eliminado ao ser superado pelos classificados Independente Esportes Clube Macaé, Rodoviário Piraí Futebol Clube e Canto do Rio Foot-Ball Club. O último da chave foi o União Central Futebol Clube.

Em 2002, se licencia das competições profissionais.

Volta em 2003, na Segunda Divisão. Fica apenas em terceiro na chave, sendo logo eliminado da competição ao ser superado pelo classificado Volta Redonda Futebol Clube. O Bonsucesso Futebol Clube foi o segundo e o Esporte Clube Lucas o quarto e último. Como não havia passado dessa fase preliminar, não consegue, por conseguinte, a participação para o ano seguinte na mesma divisão. No mesmo ano disputa a Terceira Divisão no Grupo "D". Fica em terceiro em sua chave e, portanto, não consegue se classificar para a fase final ao ser superado pelos classificados Bonsucesso Futebol Clube e Três Rios Futebol Clube. A União Esportiva Coelho da Rocha foi a quarta e o Esporte Clube Lucas, o lanterna[4].

Em 2004, se licencia novamente da Terceira Divisão.


Equipe do Barcelona, em 2009.
Somente em 2009, retorna às competições, participando da Terceira Divisão. Se classifica em segundo no Grupo "C" ao ser superado pelo Leme Futebol Clube Zona Sul. O terceiro colocado, Serrano Foot Ball Club também se classifica. Arraial do Cabo e Duquecaxiense Futebol Clube são eliminados. Na segunda fase, o Barça é inserido no Grupo II e fica em último ao término da fase. Se classificam Rio das Ostras Futebol Clube e Clube Atlético Castelo Branco. O Rubro Social Esporte Clube também não consegue a classificação.

Em 2010, participa do Grupo "C" do Campeonato Estadual da Série C. É eliminado ao ficar em quarto na primeira fase ao ser superado por Duquecaxiense Futebol Clube, Rubro Social Esporte Clube e Campo Grande Atlético Clube. Nilópolis Futebol Clube e Futuro Bem Próximo Atlético Clube também não conseguem a classificação.

Equipe profissional em 2011.
Em 2011, é inserido no Grupo "D" e consegue a classificação à segunda fase ao ficar em quarto. Goytacaz Futebol Clube, Santa Cruz Futebol Clube e Associação Atlética Carapebus ocupam as três primeiras posições. Rubro Social Esporte Clube e Clube de Futebol São José são eliminados. Na segunda fase, participa do Grupo "H", permanecendo na última posição. Grêmio Mangaratibense e Sociedade Esportiva de Búzios são os classificados. O Centro Esportivo Arraial do Cabo fica na última posição.


Barcelona em 2013.
Foi também um dos clubes que disputou a Liga dos Campeões do Globo Esporte, que contou com clubes do Rio homônimos de times europeus.

Em 2012, o Barça se classifica em quarto no Grupo "A" ao ser superado por Clube Atlético da Barra da Tijuca, Villa Rio Esporte Clube e Queimados Futebol Clube. União de Marechal Hermes Futebol Clube e Centro Esportivo Social Arturzinho são eliminados. Na segunda fase, participa do Grupo "F" e acaba eliminado a ficar em terceiro na chave e ser superado pelos classificados Clube Atlético da Barra da Tijuca e América de Três Rios. O Rubro Social Esporte Clube ficou na última posição.

Em 2013, o Barcelona disputou a Série C. Ficou em segundo do Grupo A na fase de classificação com 21 pontos, atrás somente do Mangaratibense. Sua campanha na primeira fase foi de 6 vitórias, 3 empates e apenas 1 derrota. A equipe marcou 20 gols e sofreu 14. No 1° turno de classificação da segunda fase, o time ficou na segunda posição do Grupo H, com 9 pontos. Já no 2° turno, somou apenas 4 pontos, na quarta colocação do Grupo H. Na classificação geral ficou em sétimo colocado, com um total de 14 pontos e se classificou para as semifinais. Nas semifinais, empatou por 1 a 1 a primeira partida como Queimados e perdeu por 2 a 1 na segunda, deixando assim escapar a chance de conquistar a vaga para a série B de 2014.

***************************************
Resultado de imagem para Clube Atlético da Barra da Tijuca
Clube Atlético da Barra da Tijuca
Clube Atlético da Barra da Tijuca é uma agremiação esportiva do Rio de Janeiro, fundada a 8 de julho de 2010. Foi concebida a partir do Centro Esportivo Yasmin, o qual mudou de denominação a partir de setembro de 2011.

História
Equipe profissional do Barra da Tijuca em 2012. Foto André Luiz Pereira Nunes
O antigo alviceleste brilhante foi criado por Adílson Oliveira Coutinho Filho em alusão à sua filha Yasmin Neves Oliveira Coutinho. Ézio, falecido ex-ídolo do Fluminense Football Club, foi o vice-presidente.
As suas cores, que inicialmente eram azul e branco, passaram a grená, branca e verde. As raízes advêm do município fluminense de Duque de Caxias, terra natal do seu mandatário. Contudo, o clube fica mesmo sediado na Barra da Tijuca, zona oeste da capital do estado. Para 2011 o clube sublocou o estádio Eustáquio Marques, então alugado ao Esporte Clube Marinho, no qual atualmente a equipe profissional treina e manda seus jogos.

No mesmo ano de sua fundação, a agremiação organizou a Copa Yasmin de Futebol Juvenil sediada no CFZ do Rio. O Fluminense ficou com o título, o Vasco da Gama foi o vice, e o próprio Yasmin, ao vencer o Bangu, de virada por 2 a 1, sagrou-se terceiro colocado do torneio.

Em 2011, foi criada em janeiro, antes do início do Campeonato Estadual das Séries B e C a Copa Yasmin Verão que contou com as participações de Centro Esportivo Arraial do Cabo, Villa Rio Esporte Clube, Juventus Futebol Clube, Futuro Bem Próximo Atlético Clube, Barcelona Esporte Clube, Centro Esportivo Yasmin, Rubro Social Esporte Clube e São Cristóvão de Futebol e Regatas.

O São Cristóvão ficou com o título ao vencer o Arraial do Cabo na final, disputada no estádio Figueira de Melo. Já o Rubro Social, na preliminar, ganhou o troféu Papo Esportivo, ao bater o Villa Rio, conquistando o terceiro lugar [1].

O Yasmin estreou no Campeonato Estadual da Série C de 2011 do Rio de Janeiro empatando fora de casa, sem abertura de contagem, com o Condor Atlético Clube, em partida jogada no estádio Joaquim de Almeida Flores, do Esporte Clube Nova Cidade, em Nilópolis.

Na primeira fase da competição o time se classificou em terceiro no Grupo "C" ao ser superado pelo líder América-TR e o segundo colocado, Serrano Foot Ball Club. Mas ficou à frente dos eliminados Villa Rio Esporte Clube e Condor Atlético Clube.

Na segunda fase se habilitou como líder do Grupo "I", após vencer na última rodada, em jogo emocionante, o Serrano Foot Ball Club por 1 a 0, no estádio Eustáquio Marques, em Curicica, eliminando a equipe de Petrópolis que era então uma das consideradas favoritas a ascender à Série B. O outro classificado da chave foi o Duquecaxiense Futebol Clube que bateu o Queimados Futebol Clube, lanterna do grupo, em jogo também realizado pela última rodada da fase em Duque de Caxias.

Na terceira fase o clube desafortunadamente pereceu ao perder a vaga nas semifinais para a Associação Atlética Carapebus e o Goytacaz Futebol Clube. Ambos conquistariam em seguida o acesso ao Campeonato Estadual da Série B acompanhados pelo Juventus Futebol Clube. Em setembro do mesmo ano o presidente Adílson Coutinho Filho resolveu mudar a intitulação da equipe para Clube Atlético da Barra da Tijuca.

Em 2012, já sob a nova denominação, a equipe estreia no Grupo "A" do Campeonato Estadual da Série C tendo como adversários o Villa Rio Esporte Clube, Queimados Futebol Clube, União de Marechal Hermes Futebol Clube e Centro Esportivo Social Arturzinho[3]. Ao final da primeira fase, o Tricolor da Zona Oeste se classificou como líder da chave. O Villa Rio Esporte Clube foi o segundo classificado, o Queimados Futebol Clube o terceiro, e o Barcelona Esporte Clube o quarto. União de Marechal Hermes Futebol Clube e Centro Esportivo Social Arturzinho foram eliminados.

Na segunda fase o Barra da Tijuca se classificou novamente em primeiro no Grupo "F". O segundo colocado foi o América de Três Rios. Barcelona Esporte Clube e Rubro Social Esporte Clube foram eliminados.

Na terceira fase o time foi novamente líder de sua chave, a "I", chegando de forma inédita às semifinais. O Paduano Esporte Clube foi o segundo classificado. São Pedro Atlético Clube e Queimados Futebol Clube foram eliminados da competição.

Finalmente nas semifinais o Barra da Tijuca pereceu diante do América de Três Rios. A equipe perdeu em Três Rios por 1 a 0, com um gol aos 48 minutos do segundo tempo. A arbitragem, que foi confusa e polêmica, expulsou dois atletas do time: Bruno Maia e Nandinho. No jogo de volta, disputado no estádio Eustáquio Marques, houve empate em 0 a 0. Com o resultado o time rubro trirriense se habilitou para a final da competição contra o Paduano, que eliminara o Villa Rio. Os vencedores conseguiram o acesso à Série B. Barra da Tijuca e Villa Rio teriam que disputar o terceiro lugar e a última vaga para a Série B do Campeonato Estadual.

Na primeira partida de decisão do terceiro lugar, o Tricolor da Zona Oeste derrotou o Villa Rio por 1 a 0, em 22 de julho, no estádio Mourão Filho, pertencente ao Olaria Atlético Clube. No jogo de volta, em 29 de julho, no mesmo estádio, houve empate em 0 a 0, portanto, o Barra da Tijuca conquistou o inédito acesso à Série B do Rio de Janeiro.


O Tricolor da Zona Oeste também foi convidado para disputar de maneira inédita a Copa Rio de 2012. Na primeira fase o time integra o Grupo "C" juntamente com Serra Macaense Futebol Clube, Americano Futebol Clube, Audax Rio de Janeiro Esporte Clube e Volta Redonda Futebol Clube.

Amanhã iremos trazer as histórias de Audax e Bonsucesso, até lá! 

Comentários