Faltando 7 dias para a Segundona do Rio, conheça as histórias de Carapebus e Duque de Caxias




Faltando 7 dias para a Segundona do Rio, hoje o GF ESPORTE irá destacar dois dos 21 clubes participantes da competição, por ordem alfabética. A competição está prevista para ocorrer em 29 datas, entre 19 de maio e 29 de setembro. Friburguense Atlético Clube e Gonçalense Futebol Clube, estão em destaque.
Resultado de imagem para Friburguense Atlético Clube
Friburguense Atlético Clube
Friburguense Atlético Clube é uma agremiação esportiva da cidade de Nova Friburgo, no estado do Rio de Janeiro, no Brasil. Foi fundado em 14 de março de 1980.

História
Foi fundado a partir da fusão do Fluminense Atlético Clube com o Serrano Futebol Clube, ambos de Nova Friburgo. Do primeiro, o Friburguense herdou a cor azul e, do segundo, a cor vermelha.
Equipe profissional do Friburguense em 2010
Entre seus fundadores, estavam Francisco Sampaio, Jorge El-Jaick, Tuffy El-Jaick, João Bizzoto e Ernesto P. Faria e Henrique F. Leal. O primeiro presidente do Friburguense foi Francisco Mastrângelo.

César Guinle, integrante da tradicional família Guinle e prefeito da cidade de Nova Friburgo, doou uma área de 22 mil metros quadrados que lhe pertencia para que o Friburguense Atlético Clube (na época chamado de Fluminense Futebol Clube) construísse o seu estádio.

Logo em seu primeiro ano de fundação, estreou na Segunda Divisão do Campeonato Estadual, ficando apenas na sétima posição. Permaneceu mais dois anos disputando o acesso e, em 1983, chegou ao segundo lugar após uma sequência de três vitórias seguidas, qualificando-se para a disputa da primeira divisão, onde acabou ficando em último lugar em 1984, sendo rebaixado de volta a segundona. Depois de ficar mais dois anos disputando o acesso, o Friburguense foi novamente vice-campeão da segunda divisão fluminense em 1987, perdendo para o Volta Redonda na final. Entretanto, mais uma vez, no ano de 1988 o time fez uma campanha ruim e acabou sendo rebaixado.

A partir da década de 1990, o clube começou a ganhar destaque no cenário estadual. Após dois vice-campeonatos, o time conquistou a Série B do Campeonato Estadual de Profissionais em 1994. Foram destaques na campanha: o excelente goleiro Adílson (posteriormente jogou no Fluminense), Marcelo Rodrigues, Tim, Adílio e Dedei. Foi uma campanha muito consistente, com 12 vitórias em 19 jogos, a vitória de 3 a 0 contra o São Cristóvão sacramentou a conquista.E novamente, em 1997, conseguiu o título, chegando ao bicampeonato contra o Ceres, de Bangu. O bom zagueiro Tim foi fundamental, pois fez um belo gol de falta na primeira partida final, em Nova Friburgo. Após esse 1 a 0 para o tricolor serrano, bastou um empate de 1 a 1 em Bangu para garantir o êxito. Em 1998, depois da boa campanha no estadual, o clube conseguiu uma vaga no Série C do Brasileiro. Entretanto, não fez uma boa campanha, sendo desclassificado logo na primeira fase. No ano seguinte, o clube conseguiu sua melhor campanha na Série A estadual, ficando em quarto lugar.

Nos anos de 2000 e 2001, disputou novamente a Série C do Brasileiro, após obter boas campanhas no estadual. Já em 2002, o Friburguense fez uma das suas melhores campanhas, chegando na quarta posição e sendo eliminado nas semifinais do Campeonato Estadual de Profissionais. Após uma campanha regular no ano de 2003, a equipe chegou à semifinal da Taça Rio em 2004, sendo eliminado pelo Vasco da Gama nos pênaltis. Com a boa campanha, ficou em sexto lugar na classificação geral e se classificou para a Série C do Campeonato Brasileiro pela quinta vez.

Ficou em nono lugar no Campeonato Estadual de 2005, ano em que o clube disputou, pela primeira vez, a Copa do Brasil, passando na primeira fase pelo Caldense. Mas, na fase seguinte, acabou sendo eliminado pelo Internacional depois de empatar em casa por 1 a 1 e perder fora por 4 a 0. Em 2006, fez boa campanha no estadual e terminou em sexto lugar na classificação geral.
Equipe profissional do Friburguense em 2011
No campeonato estadual de 2007, o Friburguense terminou na sexta posição. Com esse desempenho, o Friburguense se classificou para a disputa da Série C do Campeonato Brasileiro de 2007. Ficou em terceiro lugar no seu grupo. Com isso, não passou para a fase seguinte. Ja no ano de 2008 o clube iniciou uma reforma no estádio, inaugurando, em 2009, um placar eletrônico, vestiários para árbitros e assistentes e uma cabine para transmissão televisiva, para poder receber em casa jogos contra os quatro grandes times do Rio.

Em 2009, teve um bom desempenho no Campeonato Carioca e conseguiu a classificação para o Campeonato Brasileiro da Série D, do qual foi eliminado na primeira fase, com apenas 1 vitória na competição, conquistada sobre o Madureira. Nesse mesmo ano, no dia 19 de abril, o Friburguense fez bonito, faturando a Copa João Elis Filho, após a difícil disputa de pênaltis contra o Tigres do Brasil, pode ser dito que o arqueiro Adriano, ex-Flamengo e América-RJ, foi o herói dessa disputa.Em 2010 não fez uma boa campanha no estadual. Junto com as equipes do Duque de Caxias e Resende, disputou o triangular da morte, ficando em último lugar e, após treze anos na Série A do estadual, acabou sendo rebaixado para a Série B. Disputou também a Copa Rio, onde ficou em quinto lugar na classificação, sendo eliminado na penúltima fase.

No ano de 2011, o Friburguense disputou a Série B do Campeonato Estadual, perdendo apenas dois jogos dos quarenta disputados e chegando ao vice-campeonato, conquistando o acesso para a Série A do Campeonato Estadual. Também disputou a Copa Rio e fez a melhor campanha da competição, mas foi apenas vice-campeão, perdendo para o Madureira na final. Consequentemente, conquistou a vaga para o Campeonato Brasileiro da Série D.

Em 2012, de volta a elite do futebol carioca, o Friburguense fez uma campanha muito boa na Taça Guanabara, chegando a disputar o Troféu Edílson Silva, onde foi vice-campeão, perdendo nos pênaltis para o Nova Iguaçu. Já na Taça Rio a equipe fez uma campanha razoável, ficando assim em 8º na classificação final do campeonato. No mesmo ano o Friburguense disputou o Campeonato Brasileiro da Série D, chegou até as quartas-de-final, mas foi eliminado pelo CRAC - GO. No primeiro jogo fora de casa o Tricolor perdeu por 2x0 e no jogo de volta chegou a fazer 3x0 em 20 minutos da partida, mas sofreu um gol e deixou o acesso escapar. Abalado pela eliminação, o time não se firmou na Copa Rio e foi eliminado logo na primeira fase.

No Carioca 2013 a equipe fez uma campanha regular e encerrou a participação em 9º. Na Copa Rio do mesmo ano jogou com a equipe muito desfalcada devido a empréstimos e não passou da primeira fase. E no ano de 2014, a equipe que permanece a mesma desde 2011, terminou o Estadual na 6ª posição. O destaque do ano foi o vice-campeonato da Taça Rio. O Tricolor da Serra venceu a partida que precisava para sagrar-se campeão, porém o Boavista derrotou o Bangu no último lance de sua partida e conquistou o título.

Em 2016, o Friburguense foi novamente rebaixado no Campeonato Carioca, após ter sido eliminado na 1ª fase e ficar em penúltimo lugar no grupo D, após 5 anos na elite.
*******************************************
Resultado de imagem para Gonçalense Futebol Clube
Gonçalense Futebol Clube
Gonçalense Futebol Clube é uma agremiação esportiva da cidade de São Gonçalo, fundada em 2013. Suas cores são azul, rosa e branco. Em 2014, disputa pela primeira vez, sob essa denominação, o Campeonato Estadual da Série C.

História
Tanguá
TEC-214x300.jpgO Tanguá Esporte e Cultura, foi fundado na cidade de Tanguá, no estado do Rio de Janeiro, no dia 13 de março de 2006.
A cidade de Tanguá, situada a 69 quilômetros da capital, também ganhou um representante a partir da disputa da Terceira Divisão de Profissionais do estado do Rio de Janeiro, o TEC, Tanguá Esporte e Cultura, o qual participou em 2008, contudo, sem lograr êxito em ascender à Segunda Divisão, capitulando na primeira fase, à qual ficou em último no Grupo "B" que classificou Quissamã Futebol Clube, Sampaio Corrêa Futebol e Esporte e São João da Barra Futebol Clube.
Em 2009, esteve ausente das disputas profissionais para se reestruturar. Em 2010, almejou o retorno ao certame, então já intitulado Série C, mas por falta de patrocínio ficou ausente, mas como já estava inserido na tabela, foi suspenso por um ano.
Sua volta finalmente ocorreu em 2012 sob o comando técnico de Marcelo Melo. A equipe ficou inserida no Grupo "C", o qual reuniu Centro Esportivo Arraial do Cabo, Bela Vista Futebol Clube, São Gonçalo Esporte Clube e São Gonçalo Futebol Clube. Ao final da primeira fase o clube se classificou na segunda posição, atrás somente o São Gonçalo Esporte Clube. O terceiro colocado foi o São Gonçalo Futebol Clube e o quarto, o Bela Vista Futebol Clube. O eliminado foi o Centro Esportivo Arraial do Cabo. Na segunda fase o time capitulou na última posição do Grupo "G" ao desistir no meio da competição por conta de incompatibilização entre os gestores e o presidente. Se classificaram pela ordem Paduano Esporte Clube e Grêmio Mangaratibense. O Bela Vista Futebol Clube também foi eliminado.

Sua mascote era a arara azul e seu presidente era Carlos Ubiraja Pereira.

Aquisição e criação do Gonçalense
Após se afastar da diretoria do São Gonçalo Futebol Clube, o empresário do ramo de construtoras Joacir de Oliveira Thomaz decidiu criar um clube na mesma cidade. Em 2013, comprou o Tanguá Esporte e Cultura[1] e ocupou seu lugar na Série C do Campeonato Carioca de 2014. Em 2014, o Gonçalense apresentou um projeto para a construção do seu estádio, o Catarinão.
O primeiro título estadual
No Campeonato Carioca de Futebol de 2014 - Série C, o novato time de São Gonçalo realizou uma boa campanha no qual foi o líder do grupo B na segunda fase e chegou a final. No primeiro jogo da final, o Gonçalense enfrentou o São Gonçalo FC. No primeiro jogo, o novato time venceu pelo resultado por 2x1. Já no jogo de volta, com um empate de 0x0, por ter vencido no jogo anterior, a equipe gonçalense se sagra campeão pela primeira vez e consegue o acesso à Série B do Carioca de 2015.

Série B do Estadual
Em 2015, após ser promovido do Campeonato Carioca de Futebol de 2014 - Série C, estreou goleando o Olaria Atlético Clube pelo placar de 3x0. Terminou o Campeonato Carioca de Futebol de 2015 - Série B em 5º colocado, logo não conseguiu o acesso e nem o título em 2015.


Em 2016, estreou empatando por 1x1 contra o Americano Futebol Clube. Terminou a Série B do Campeonato Carioca em 12º colocado, fugindo da Zona de Rebaixamento à Série C, nas últimas rodadas.

Em 2017, estreou perdendo de 4x0 para o Tigres-RJ, jogo válido pelo Campeonato Carioca Série B1.

Terminou o campeonato em 15° colocado, fugindo da zona de rebaixamento nas últimas rodadas novamente

Copa Rio
Fez sua primeira participação em 2015, fazendo uma bela campanha onde terminou a competição sendo eliminado na semifinal contra o Resende, ocupando a 4° posição da Copa Rio.


Amanhã iremos trazer as histórias de Itaboraí e Olaria, até lá! 

Comentários