Luis Cetin faz alerta para tiro curto da Série D: "Importante estar em ascensão"

Apenas seis jogos na primeira fase. Para a maioria dos 68 clubes que disputam a Série D do Campeonato Brasileiro, a competição é de tiro curto. Pouco mais de um mês com bola rolando e fim de papo. Para avançar ao mata-mata, não há espaço para tropeços em série. O Macaé, no entanto, começou bem. São quatro pontos em duas rodadas e a liderança dividida com a URT (MG) no Grupo A12.

Outro detalhe importante ainda é preciso ser ressaltado. Nem todos os segundos colocados das chaves seguem adiante. Dos 17 grupos, os 15 melhores vice-líderes vão às eliminatórias. Ciente do que o regulamento propõe, Luis Cetin cita a importância de manter a ascensão que o Alvianil vem apresentando na competição.

- A competição da Série D é muito curta. Classificam-se os primeiros e nem todos os segundos. Temos que manter essa postura sempre - afirmou o goleiro, que já projeta a partida contra a URT, fora de casa.

- Nossa equipe tem que manter o que está fazendo. Conseguimos voltar de Itumbiara com um ponto e conseguimos a vitória em casa com um a menos que mostrou a força da nossa equipe novamente. É importante estar nessa ascensão. Vamos pegar a URT e vamos tentar somar o máximo de pontos possíveis para garantir a classificação o mais rápido possível.

O Macaé, até aqui, é o único representante do Rio de Janeiro a ter vencido na Série D Nacional. Ao todo foram oito jogos envolvendo, além do Alvianil, as equipes de Americano (dois empates), Madureira (um empate e um revés) e Nova Iguaçu (duas derrotas).

Macaé e URT medem forças no próximo domingo (6), às 16h. O duelo acontece no Estádio Zama Maciel, em Patos de Minas.

Fonte: FutRio

Comentários