"Os 21 canarinhos": jogadores de Campos que foram convocados para a Seleção, hoje é a vez de Acácio


Faltando 29 dias para a Copa do Mundo, o site GF ESPORTE já entrou no clima, e continua apresentando durante 21 dias a série "OS 21 CANARINHOS" que traz os 21 jogadores que nasceram em Campos dos Goytacazes ou começaram aqui suas trajetórias vitoriosas, e foram convocados para a seleção brasileira. No décimo quarto dia da série iremos falar do goleiro Acácio, que jogou pela seleção em 1990.

Acácio Cordeiro Barreto, mais conhecido como Acácio nasceu em Campos dos Goytacazes, em 24 de janeiro de 1959, é um ex-futebolista brasileiro que atuava como goleiro. Destacou-se jogando pelo Club de Regatas Vasco da Gama, onde tornou-se ídolo. Defendeu a Seleção Brasileira, dentre outras oportunidades, na Copa América de 1989. Em 2014, após comandar o Americano de Campos, foi contratado pela Bradesco Esportes FM para atuar como comentarista, principalmente em partidas do Vasco. Também atua como comentarista do programa Os Donos da Bola na Rede Bandeirantes do Rio de Janeiro.
Resultado de imagem para Acácio Cordeiro Barreto
Carreira
Como jogador
Em sua carreira profissional (1978–1996) jogou pelo Americano Futebol Clube, Serrano Foot Ball Club, Club de Regatas Vasco da Gama, Madureira Esporte Clube e, em Portugal, pelo SC Beira-Mar. 

Resultado de imagem para Acácio Cordeiro BarretoPelo Vasco conquistou três campeonatos fluminenses (1982, 1987, 1988) e um título brasileiro (1989). Pela seleção brasileira, jogou sete partidas em 1989, mas, após uma goleada para a Dinamarca, perdeu espaço para Cláudio Taffarel na seleção Brasileira. Fez parte da equipe que foi campeã da Copa América de 1989 e foi convocado para a Copa do Mundo de 1990 como reserva imediato de Taffarel.
Resultado de imagem para Acácio Cordeiro Barreto
879 minutos
O ano de 1988 foi especialmente marcante para Acácio, que permaneceu 879 minutos sem sofrer gol pelo Vasco. Tal marca é o quarto maior tempo que um goleiro ficou sem levar gol no Campeonato Brasileiro.
Resultado de imagem para Acácio Cordeiro Barreto
Treinador
Acácio ainda hoje vive no mundo do futebol: foi treinador de goleiros do Botafogo de Futebol e Regatas de 2002 a 2007. Nessa empreitada, inicou com destaque, tendo o goleiro Jefferson se destacado. Contudo, a partir de 2006, a irregularidade dos três goleiros do Botafogo, Max, Lopes e Júlio César, lhe renderam o cargo ao fim de Julho de 2007. Foi auxiliar técnico de Paulo César Gusmão no Ceará e Vasco da Gama. Em 2011, começou a carreira de treinador de futebol no Americano, clube que o revelou como jogador. meses depois acertou para ser o comandante do Olaria por onde ficou por pouco tempo. meses depois, retornou ao comando do Americano. e no início de 2013, retornando pela terceira vez ao comando do Americano.

Acácio, o Acácio Cordeiro Barreto, ex-goleiro do Vasco da Gama e da seleção brasileira, nos anos 80 e 90, hoje é treinador de goleiros e auxiliar técnico. 
Em 2012, aceitou o convite e está trabalhando na comissão técnica do Olaria, equipe que disputa a primeira divisão do Rio de Janeiro. 

Estava trabalhando até julho de 2007 no Botafogo, mas foi dispensado pela diretoria sob alegação de que o goleiro Júlio Cesar estava sendo mal preparado. 

Em junho de 2008, ele passou a trabalhar no Figueirense na comissão técnica do amigo Paulo César Gusmão. A dupla deixou Santa Catarina em setembro do mesmo ano depois de cinco derrotas consecutivas no Brasileirão. Em 2009, Acácio acompanhou PC no Juventude-RS e no Atlético-GO.
Acácio nasceu em Campos, no estado do Rio de Janeiro, no dia 20 de janeiro de 1959. Começou a carreira de jogador no Serrano e ganhou destaque no Vasco da Gama, onde teve a missão de substituir Mazzaropi, depois negociado com o Grêmio. Conseguiu vaga de titular depois da saída de Roberto Costa.

Jogou no time cruzmaltino até o início da década de 90 e depois se transferiu para o Tirsense, de Portugal. Foi reserva de Taffarel, junto com o flamenguista Zé Carlos, na Copa do Mundo de 90, na Itália.

O título mais importante conquistado por Acácio foi o Brasileiro de 89, sobre o São Paulo, em pleno estádio do Morumbi. Acácio valoriza especialmente este título por considerar a equipe tricolor da época um "timaço", já que contava com Raí, Ricardo Rocha, entre outros. Aliás, aquela final contra o Tricolor paulista foi uma das melhores atuações de Acácio.
Depois que encerrou sua carreira no Madureira (RJ), passou a ser treinador de goleiros e técnico. Já trabalhou em várias equipes e em 2005 começou a trabalhar no Botafogo. "Fui pé-quente como goleiro. Espero ter sorte também nesta função", fala o ex-camisa 1.

Acácio atualmente mede 1,87m e pesa 95 quilos, 11 a mais em relação aos tempos de atleta profissional. Pela Seleção Brasileira, Acácio disputou sete partidas e quase barrou Taffarel às vésperas do Mundial de 1990.

Na época, o goleiro tinha a confiança do técnico Lazaroni, mas acabou perdendo a vaga de titular após sofrer quatro gols em uma partida amistosa contra a Dinamarca.
Mais de 800 minutos sem gols
Em 1988, Acácio vivia grande momento. Prova disso é o tempo que ficou sem sofrer gols: 879 minutos.

Títulos
Vasco da Gama
Campeonato Brasileiro: 1989
Campeonato Carioca: 1982, 1987 e 1988
Taça Guanabara: 1986, 1987 e 1990
Taça Rio: 1984 e 1988
Copa TAP: 1987
Los Angeles Golden Cup: 1987
Troféu Ramón de Carranza: 1987, 1988 e 1989

Seleção Brasileira
Copa América de 1989
Resultado de imagem para Acácio Cordeiro Barreto


VEJA OS CANARINHOS CAMPISTAS JÁ APRESENTADOS
*Policarpo Ribeiro (Poli)
*João Carlos Batista Pinheiro (Pinheiro)
*Valdir Pereira (Didi, Folha Seca)
*Amarildo Tavares da Silveira (Possesso)
*Mário Seixas
*Tite Vieira
*Jarbas Batista (Flecha Negra)
*Manuel Pessanha (Lelé)
*Hélvio Piteira
*Amaro da Silveira
*Paulinho de Almeida
*Edevaldo de Freitas
*Cleóbulo Faria (Soda)

AMANHÃ A SÉRIE "21 CANARINHOS" IRÁ DESTACAR: AMARO BARBOSA, QUE JOGOU NA SELEÇÃO 1961, ATÉ LÁ....

Comentários