Arriba, México! Entenda como a Alemanha perdeu na estreia da Copa

Alemanha x México
A maior surpresa nesta Copa do Mundo aconteceu neste domingo, no Estádio Lujniki, e fala espanhol. Com personalidade, velocidade e muita garra, o México estreou de forma brilhante e derrubou ninguém menos que a atual campeã Alemanha. O gol marcado por Lozano, no primeiro tempo, foi o suficiente para decretar a vitória por 1 a 0 na abertura do Grupo F da competição.

O resultado, além de surpreendente, acabou com uma rotina: foi a primeira derrota da Alemanha em estreias na Copa do Mundo sob a batuta de ser a atual campeã do torneio (venceu em 1958 e 1994, e empatou em 1978). Inclusive, o último campeão do mundo que venceu em sua estreia em Mundiais recentemente foi o Brasil, em 2006. 

Cinco pontos foram fundamentais para o triunfo da equipe de Juan Carlos Osorio. Entenda o porquê.
Alemanha x México
Personalidade
As duas equipes entraram em campo para um jogo franco. Surpreendeu, neste sentido, o México partir para cima dos alemães. Os atuais campeões do mundo, por sua vez, apostaram mais no jogo com a posse de bola, mas deixavam espaços nas alas. O primeiro ponto da vitória mexicana nasceu deste aspecto.

Velocidade
Vela, Hector Herrera, Lozano.... As opções de velocidade nas pontas foram vitais para o triunfo mexicano. A Alemanha, apesar de uma defesa firme, estava pregada e deixava largos corredores, sobretudo pelo lado direito. Foi por alí, em uma roubada de bola de Herrera sobre Khedira, que nasceu o contra-ataque mortal do gol anotado por Lozado.
Alemanha x México
Segurança
A Alemanha, mesmo com o problema na defesa e sem muita rapidez, também levava perigo. Não foram poucas as chances criadas pela equipe do técnico Joachim Löw. Foi aí que apareceram o brilho, determinação e a segurança da defesa mexicana. Primeiro com Ochoa com suas defesas, como na falta de Kroos que explodiu no travessão, ou em finalizações de Werner. Depois com os zagueiros Moreno e Ayala foram precisos nos desarmes também.  

Precisão
O grande problema das duas equipes ocorreram no último passe ou nas finalizações propriamente dita. Neste caso, melhor para os jogadores de Osorio na jogada do gol. Passes de primeira, objetividade e chute seco de Lozado sem chances para o goleiro Neuer. Tudo isso em apenas 12 segundos.
Alemanha x México
Osorio
Questionado no México, o técnico armou uma equipe taticamente perfeita, que não se perdeu em nenhum momento do jogo, fez jogo de igual para igual com o rival tecnicamente superior, e que mereceu o resultado. Merece todos os créditos pelo resultado espetacular que fez a torcida fazer uma verdadeira festa no apito final da partida.

E agora?
A Alemanha, pressionada pela derrota na estreia, mede forças com a Suécia, em Sochi, no próximo sábado, às 15h (de Brasília). Já o México, embalado, terá pela frente a Coreia do Sul, no mesmo dia, em Rostov, às 9h (de Brasília).
Alemanha x México
ALEMANHA 0 X 1 MÉXICO
Local: Estádio Lujniki (Moscou)
Árbitro: Alireza Faghani (IRA)
Assistentes: Reza Sokhandan e Mohammadreza Mansouri (IRA)
Cartões amarelos: Müller e Hummels (ALE); Moreno e Herrera (MEX)
Cartões vermelhos: -
Público: 78.011 torcedores 
Gol: Lozano (34'/2ºT)

ALEMANHA: Neur, Kimmich, Boateng, Hummels e Plattenhardt (Mario Gomez, 34'/2ºT); Kross, Khedira (Reus, 14'/2ºT), Müller, Özil e Draxler; Werner (Brandt, 40'/2ºT). Técnico: Joachim Löw

MÉXICO: ​Ochoa; Salcedo, Ayala, Moreno e Gallardo; Layún, Herrera, Guardado (Rafa Márquez, 28'/2ºT), Lozano (Jiménez, 20'/2ºT) e Vela (Álvarez, 12'/2ºT); Chicharito Hernández. Técnico: Juan Carlos Osorio.

Comentários