Empate é bom tanto para França quanto para Dinamarca no Grupo C


França e Dinamarca se enfrentam na manhã desta terça-feira (26), às 11h, horário de Brasília, no Estádio Lujniki, situado na capital Moscou, pela terceira rodada da Copa do Mundo da Rússia. O encontro entre os dois países da Europa faz parte do Grupo C.

FRANÇA
Classificados, os comandados do treinador Didier Deschamps, na liderança com seis pontos, vão usar o próximo confronto não só para conseguir o topo da chave, mas também para melhorarem a qualidade de jogo. Na estreia, na vitória de 2 a 1 sobre a Austrália, eles foram criticados. Depois, no 1 a 0 sobre o Peru, um futebol mais convincente foi apresentado. É esperado bastante dos Le Bleus. Afinal, antes do início do Mundial, a França foi colocada pelos analistas esportivos e por muitos torcedores como uma das seleções favoritas para ser campeã. O empate já garante o primeiro lugar da tabela.

O atacante Kylian Mbappé, de 19 anos, se tornou o jogador francês mais jovem a marcar um gol em uma Copa pela a sua seleção quando balançou a rede dos peruanos. Diante dos sul-americanos, o jogador do Paris Saint-Germain (PSG) foi bem, principalmente na primeira etapa. Quem ainda segue no débito é o também atacante Antoine Griezmann, do Atlético de Madrid. Cotado para ser um dos melhores atletas do torneio, o colchonero, assim como o meio-campista Paul Pogba, do Manchester United, tem sido cobrado por atuações mais convincentes.

DINAMARCA
Os dinamarqueses deixaram de conseguir a classificação antecipada ao não vencerem a Austrália na rodada anterior. Sendo assim, eles vão precisar dos três pontos para confirmarem 100% uma vaga nas oitavas. O país nórdico está na vice-liderança da chave com quatro pontos, já que também venceu o Peru na estreia. O empate é um bom resultado para a Dinamarca, assim como para a França. Em caso de derrota, a situação fica ruim apenas se os Socceroos terminarem a primeira fase com um saldo de gols maior que o dos europeus. Hoje, os vikings têm um saldo de 1 gol, contra -1 do concorrente.

RETROSPECTO DE FRANÇA X DINAMARCA
Nos confrontos diretos, os franceses levam a melhor. Eles têm oito resultados positivos, contra quatro dos dinamarqueses. Empate foi registrado apenas um. A última vez que estas duas nações se encontraram dentro das quatro linhas foi no dia 11 de outubro de 2015. Na ocasião, a França venceu por 2 a 1, em Copenhague. O jejum da Dinamarca dura três partidas. O triunfo mais recente foi em 2002.

PROVÁVEIS ESCALAÇÕES
Como já estão garantidos na segunda fase, os Le Bleus estão pensando em poupar alguns de seus jogadores. Pogba e Matuidi podem ficar de fora. Eles estão pendurados. Se levarem mais um cartão amarelo não vão poder atuar nas oitavas de final. Quem pode se dar bem com essas mudanças é Tolisso. Titular na estreia, o atleta do Bayern de Munique não foi bem, e por isso perdeu a vaga.

No lado dinamarquês, quem é certo que fica de fora é o meia-atacante Yussuf Poulsen, suspenso pelo segundo cartão amarelo.

França: Lloris; Pavard, Varane, Umtiti e Lucas Hernandez; Matuidi (ou Tolisso), Kanté e Pogba (ou Thauvin); Mbappé, Griezmann e Giroud.

Dinamarca: Schmeichel; Larsen, Chirstensen, Kjaer e Dalsgaard; Schone, Denaley, Eriksen, Sisto e Braithwaite; Jorgensen.