Bélgica vai vencer a Tunísia em Moscou? Vale vaga nas oitavas da copa do Mundo!


A Bélgica chegou na Rússia quietinha, sem muito alarde, mas já está roubando os holofotes de todo o mundo! Cinco dias após vencer o Panamá por 3 a 0 na estreia da equipe na Copa do Mundo, os Diabos Vermelhos voltam a campo às 9h do próximo sábado (23) na Otkrytiye Arena, em Moscou, podendo carimbar o passaporte para as oitavas de final da competição. O adversário será uma Tunísia que, apesar de alguns ‘brancos’ contra a Inglaterra, fez jogo duro em muitos momentos e quase saiu com um pontinho na bagagem. Será que os belgas podem passar apertado? Veja a prévia!

UMA BÉLGICA AINDA MAIS LETAL
De todas as equipes que chegaram na Rússia com o status de possível favorita ao título, apenas a Bélgica mostrou um futebol que agradou aos torcedores em um modo geral. “Ah, mas era contra o Panamá!” Sim, a seleção da América Central é uma das mais fracas do Mundial, entretanto, o que mais chamou atenção foi a intensidade e a qualidade técnica do que o resultado em si de 3 a 0 – conseguido apenas com gols no segundo tempo.

Os Diabos Vermelhos mostraram estar plenamente adaptados ao 3-4-2-1 de Roberto Martinez – Meunier fez muito bem a ‘dupla função’ e foi eficiente tanto fechando a primeira linha como um pouco mais avançado como um meia do lado direito. Amplituuude! (imagine isso com a voz do Tite). Quando precisou ser mais agressivo, o comandante sacou Carrasco e colocou ‘apenas’ Dembele do lado esquerdo – para trocar constantemente de posição com Hazard e Mertens quando a Bélgica tinha a bola.

Tudo para abastecer a maior fonte de gols dos Diabos Vermelhos: Romelu Lukaku. Embora sejam jogadores fora de série, De Bruyne, Hazard e Mertens se sacrificaram taticamente e muitas vezes jogaram um pouco mais em função do seu camisa 9 – a fera do United ficou várias vezes em posição de finalizar. Tanto que o artilheiro colocou duas bolas na rede e ainda desperdiçou outras boas chances de guardar a gorduchinha.

QUAL TUNÍSIA VEREMOS EM CAMPO?
Não há dúvidas que a Tunísia vai dar mais trabalho aos belgas do que o Panamá – uma equipe mais arrumada taticamente e com muito mais poder defensivo. Agora, será que eles realmente podem aprontar na manhã de sábado? Vai depender demais de qual versão da equipe veremos em campo em Moscou.

Se as Águias entrarem em campo do mesmo jeito que contra a Inglaterra, a chance de uma possível goleada é real! Os africanos não viram a cor do caroço nos primeiros 10, 15 minutos e poderiam ter levado muito mais de um gol se o jovem time inglês tivesse um pouco mais de tranquilidade. Na verdade, ir para o intervalo com um 1 a 1, com um gol de pênalti, foi quase um milagre!

Agora, se jogarem como no segundo tempo, a Bélgica não terá vida fácil. Os africanos tocaram bem a bola, cadenciaram o jogo e souberam muito bem abafar o início de pressão inglesa. Na verdade, aquele gol de cabeça de Harry Kane nos acréscimos foi um baita de um castigo! Quem disse que existe justiça no futebol?

COMO CHEGAM AS EQUIPES
Embora a tendência seja de repetir os 11 titulares que começaram contra o Panamá, vale ficar de olho em uma coisa: Meunier, De Bruyne e Vertonghen levaram amarelo e podem desfalcar a equipe contra a Inglaterra caso recebam mais um. Não se surpreenda com alguns deles no banco e/ou deixando o campo mais cedo.

Já na Tunísia, Maaloul deve manter o seu 4-1-4-1. O único desfalque será o goleiro: o titular Mouez Hassen sofreu uma contusão na partida contra o English Team e foi substituído por Farouk Ben Mustapha.

PROVÁVEIS ESCALAÇÕES
Bélgica (3-4-2-1): Courtois; Alderweireld, Boyata, Vertonghen; Meunier, Carrasco, Witsel, De Bruyne; Mertens, Eden Hazard; Lukaku.

Tunísia (4-1-4-1): Mustapha; Ben Youssef, Meriah, Maaloul, Bedoui; Ben Amor; Sassi, Skhiri, Silti, Badri; Khazri.

VITÓRIA BELGA SEM SUSTOS
Pelo o que as duas equipes mostraram até o momento, é quase uma maluquice não acreditar na seleção belga. Claro que a Tunísia fará um jogo bem mais complicado e deve se defender com mais ímpeto, mas, no fim, a qualidade dos Diabos Vermelhos vai aparecer. Além do mais, o ataque africano é fraquinho demais e jamais teria feito um gol no English Team se não fosse um pênalti bobo cometido por Walker.

Enquanto a Bélgica vem de dez jogos de invencibilidade em fases de grupos, com oito vitórias seguidas, a Tunísia não vence em Mundiais há 12 jogos – oito deles derrotas. A zebra não vai aparecer em Moscou.

Comentários