Carapebus se impõe, convence e vence o Serrano de virada em Petrópolis

Em um jogo bastante movimentado e até com confusões, o Carapebus conseguiu se impor e derrotar o Serrano, neste domingo (10), no Estádio Atílio Marotti, em Petrópolis. A equipe do Norte Fluminense derrotou o Leão da Serra por 3 a 2, de virada, conquistando seu primeiro triunfo na Série B1 deste ano. O Serrano, por sua vez, assumiu a lanterna do Grupo B e estacionou nos três pontos ganhos, contra quatro do adversário.
Diante de sua torcida, que compareceu em bom público ao Atílio Marotti, o Serrano começou o jogo mais assanhado do que os adversários. Aos oito minutos, Juninho bateu falta, o goleiro Victor soltou a bola, mas Marcelo chutou em cima do goleiro, no rebote. Em nova bola parada, veio o gol, aos 17: após lançamento, Ricardo Lucena tentou o chute, foi bloqueado e a bola sobrou no pé de Marcelo Régis, que chutou para fazer 1 a 0.

O que parecia se encaminhar para uma vitória fácil do Leão acabou virando a grande chance do Carapebus de surpreender. E a partida começou a mudar aos 28, quando Arthur Lopes derrubou Wilkson na área e o juiz marcou pênalti. Na cobrança, Gilsandro bateu muito bem e empatou o jogo. Cinco minutos depois, o lance mais bizarro da partida: após um recuo de bola para o goleiro Gustavo, do Serrano, ele tentou chutar, mas a bola quicou no gramado e o enganou, fazendo-o furar. Na sobra de bola, Layon completou para o gol vazio e fez 2 a 1 para os visitantes.

Apesar de reclamar de um suposto pênalti em cima de Marcelo Régis, ainda no fim do primeiro tempo, o Serrano parecia realmente ter sentido o golpe. O Carapebus começou melhor a segunda etapa e quase marcou quando Wilkson recebeu de Noel e bateu de primeira, para bela defesa de Gustavo. O Serrano respondeu aos 16 minutos, quando Marcelo Régis cruzou e Arthur Lopes perdeu grande chance, na segunda trave.

Nos contragolpes, o Carapebus voltou a ser letal. Wilkson entrou na área e foi derrubado por Kauer: pênalti. O mesmo Wilkson bateu para fazer 3 a 1 para o time do Norte Fluminense. Mesmo já vaiado e pressionado pelos torcedores, o Serrano ainda reuniu forças para ir para cima. Aos 40, Marcelo Régis cruzou na área e Kauer surgiu no meio para escorar e diminuir. Apesar da pressão serranista, foi o Carapebus que quase fez o quarto, mas a zaga do time da casa salvou na hora do chute de Wilkson.

Serrano 2x3 Carapebus - Taça Santos Dumont, 4ª rodada - 10/6/2018 às 15h

Estádio Atílio Marotti (Petrópolis - RJ)
Árbitro: Leandro de Lima e Silva
Assistentes: José Carlos Batista de Arruda e Renato da Silva e Silva

Serrano: Gustavo; Foguete, Pedro Paulo (Dener 19'/2ºT), Ricardo Lucena e Arthur Lopes; Kauer, Arthur Santos (Yan 21'/2ºT) e Ruan; Marcelo Régis, Marcelo e Juninho (Daniel 15'/2ºT). Técnico: Marcelo Olímpio.

Carapebus: Victor; Dodô, Pezão, Jefferson e Miguel; Renan, Lorran (Diego 40'/2ºT) e Noel; Layon (Allan 20'/2ºT), Gilsandro (Tim 28'/2ºT) e Wilkson. Técnico: Samarone Oliveira.

Cartões amarelos: Kauer, Ricardo Lucena, Marcelo Régis (SER); Dodô, Lorran (CAR)

Gols: Marcelo Régis, 17'/1ºT (1-0); Gilsandro (pênalti), 29'/1ºT (1-1); Layon, 34'/1ºT (1-2); Wilkson (pênalti), 33'/2ºT (1-3); Kauer, 40'/2ºT (2-3)

Renda: R$ 5.500,00
Público: 400 pagantes (440 presentes)

Fonte: FutRio

Comentários