Duque de Caxias vira sobre Carapebus e se mantém na cola do G-2 do Grupo B

Foi no sufoco, mas o Duque de Caxias conseguiu vencer o Carapebus neste sábado (23) pela oitava rodada da Taça Santos Dumont. O placar de 2 a 1 foi construído de virada com gols de Esquerdinha e Bruno Veiga, enquanto Wilkson marcou para os visitantes. Com o resultado, o Tricolor da Baixada chegou aos 14 pontos e segue na cola de Tigres e Friburguense, que integram o G-2 e se enfrentam na última rodada.

Caso o São Gonçalo não vença o Olaria neste domingo (24), o Duque de Caxias se classifica com uma vitória simples sobre o mesmo Olaria, no próximo sábado (30), às 15h, na Rua Bariri. Por sua vez, o Carapebus permanece na lanterna da classificação geral, com um ponto, e se despede da Taça Santos Dumont no mesmo dia e horário diante do Itaboraí, em Cardoso Moreira.

Mais perigoso, Carapebus sai na frente
Apesar de jogar em casa e ter o domínio da posse de bola, o Duque de Caxias pouco exigiu do goleiro Felipe no primeiro tempo. Enquanto isso, o Carapebus se defendia bem e usava seus principais recursos para tentar um gol. O mais efetivo era a bola parada: aos 15 minutos, em cobrança perigosa de Diego Faria, a bola encobriu o gol, mas assustou o goleiro Jaime.

Em uma investida rápida pela esquerda, o Carapebus conseguiu a melhor chance da partida. Lorran avançou pela ponta esquerda e foi derrubado na área. Pênalti convertido por Wilkson sem problemas: 1 a 0. Os visitantes ainda tiveram duas boas chances na primeira etapa em mais cobranças de falta. Na principal delas, aos 37, Lotério cobrou com 
muita categoria e Jaime, de mão trocada, fez uma linda defesa.

Duque reage e vira o jogo
Na segunda etapa, o Duque voltou com Jackson na vaga de Bruninho e um time extremamente ofensivo. A pressão deu resultado logo aos 10 minutos quando o próprio Jackson foi derrubado por Lotério na grande área. Pênalti que Esquerdinha cobrou e empatou o jogo. No lance seguinte, após cruzamento da esquerda, Jackson escorou de coxa, porém consciente, para tirar de Felipe, mas a bola parou no travessão.

Conforme o tempo passava, a pressão do Duque aumentava. De tanto insistir, o gol veio aos 34 minutos. Esquerdinha cobrou escanteio, Júlio César Pit escorou no contrapé do goleiro e Bruno Veiga, com o gol aberto, completou para o gol e tirou os caxienses do sufoco: 2 a 1. O Carapebus ainda teve uma chance clara de empate aos 41, com Lotério e Wilkson, que pararam duas vezes em Jaime e uma na trave em jogada confusa. O placar estava, definitivamente sacramentado.

Duque de Caxias 2x1 Carapebus - Taça Santos Dumont, 8ª rodada - 23/06/2018 às 15h

Estádio Marrentão (Duque de Caxias-RJ)
Árbitro: Márcio de Almeida Rocha
Assistentes: Wagner de Almeida Santos e Diego Machado da Silva Rocha

Duque de Caxias: Jaime; Oziel, Matheus Avelar, Júlio César Pit e Flavinho; Ronan, Darlan e Esquerdinha (Vagner Eugênio, 37'/2ºT); Bruninho (Jackson, intervalo), Bruno Veiga e Lino (Russo, 37'/2ºT). 
Técnico: Julio Marinho.

Carapebus: Felipe; Mateus Pivô, Pezão, Lotério e Gustavo; Renan, Diego Faria (Inhonho, 38'/2ºT) e Leonardo (Layon, 9'/2ºT); Vagner, Lorran (Florenço, 27'/2ºT) e Wilkson. Técnico: Ronaldo Alberto.

Cartões amarelos: Darlan, Vagner Eugênio, Jackson e Russo (DUQ); Lotério e Lorran (CAR)

Gols: Wilkson, 29'/1ºT (0-1); Esquerdinha, 10'/2ºT (1-1); Bruno Veiga, 34'/2ºT (2-1)

Público: 200 pagantes (137 presentes)
Renda: R$ 1.250,00