Empate em casa, contra o Barra, não é considerado tropeço por Josué Teixeira

Tradição, treinador de carreira vitoriosa e um elenco de boas opções elevaram o Americano ao patamar de favorito antes da bola rolar na Série B1 do Campeonato Carioca. Em duas rodadas, no entanto, as coisas ainda não deslancharam. Após o empate contra o Serra Macaense, o Alvinegro vivia a expectativa de, como mandante, bater o Barra da Tijuca, algo que não aconteceu no domingo (3). No Ferreirão, empate por 1 a 1.

Ter obtido apenas um ponto, entretanto, não foi considerado um tropeço pelo técnico Josué Teixeira. Apesar de admitir que ficou insatisfeito com o resultado final, ele acredita que o adversário é um dos principais concorrentes na Segundona. Até por isso, não vencê-lo pode ser considerado algo natural.

- Mesmo respeitando o Barra e o Eduardo Hungaro, que montou um sistema defensivo bem organizado, o resultado normal seria a nossa vitória, pelo nosso rendimento no jogo. Mas não vejo como tropeço o resultado, pois o Barra da Tijuca vai brigar por uma vaga na semifinal - disse Teixeira, lembrando que o resultado poderia ter sido pior.

- Foi um jogo em que dominamos e não marcamos. O adversário teve uma postura defensiva e foi bem organizado. Felizmente conseguimos empatar um jogo, pois a derrota seria injusta. No primeiro jogo levamos três gols em três chutes. Dessa vez levamos um gol em dois chutes de bolas paradas - analisou.

O Americano já volta a campo nesta quarta-feira (6), quando vai encarar o Santa Cruz em jogo adiado da primeira rodada. A partida acontece às 15h, no Marrentão. 

Fonte: FutRio 

Comentários