Falha de Ramos e VAR salvador: como a Espanha empatou com Marrocos

Espanha x Marrocos
A Espanha sabia que não teria vida fácil contra um já eliminado Marrocos na terceira rodada da Copa do Mundo. O problema é que a seleção espanhola não contava em ter uma atuação abaixo da crítica e enfrentar um adversário tendo uma de suas melhores exibições no torneio. Sobrou posse de bola, faltou poder de fogo e foi necessário um VAR salvador nos acréscimos para determinar o empate por 2 a 2 , nesta segunda-feira (25), em Kaliningrado.

Com a primeira colocação, a Espanha terá pela frente a Rússia nas oitavas de final. O duelo será no próximo domingo, às 11h, em Moscou. Marrocos aproveitou duas falhas de Sergio Ramos para marcar seus gols, enquanto Iago Aspas desafogou uma seleção espanhola que estava na segunda colocação do Grupo B até o minuto 46 da segunda etapa. Entenda os motivos que fizeram os espanhóis passarem tanto sufoco contra a seleção marroquina. 

Ânimos exaltados e jogo tenso
Marrocos avisou que não entraria em campo para passear na terceira rodada da Copa do Mundo. Queria pontuar para fazer história, mas entrou com vontade excessiva nas divididas. A Espanha também não ficou para trás e devolveu em chegadas mais ríspidas. O árbitro Ravshan Irmatov teve trabalho precisou usar muitos cartões para manter os nervos no lugar. 
Espanha x Marrocos
Erro bobo de Sergio Ramos muda o jogo
A Espanha teve o controle da bola durante toda a partida, mas um erro bobo quase colocou tudo a perder. Um erro de comunicação de Sergio Ramos fez com que Boutaib pegasse a bola na intermediária e caminhasse livre até ficar no mano a mano com De Gea. Uma falha grave que poderia ter consequências maiores se não fosse pela dupla Iniesta e Isco. 

Os donos do meio-campo mostram seu valor
Havia a dúvida se Iniesta seria poupada contra Marrocos. Hierro decidiu que não era o momento e acertou na escolha. Cinco minutos após o gol sofrido, fez bela jogada pela esquerda e cruzou para Isco empatar. Foi a primeira demonstração de talento da dupla que comandou o setor. Todas as jogadas de qualidade da Espanha passavam pelos seus pés. 
Espanha x Marrocos
Espanha sobe de produção, mas a bola teima em não entrar
A atuação da seleção espanhola passou longe de agradar - talvez pior nesta edição de Copa do Mundo. No entanto, ao saber do gol de Portugal que o colocava na segunda colocação do Grupo B, a equipe se lançou mais ao ataque e, apesar de não encher os olhos, chegou a ameaçar. Cabeçadas de Isco e Piqué, por exemplo, por pouco não entraram. A bola teimou com a Espanha.

Bloqueio do Marrocos anula a Espanha
O toque de bola era privilegiado pela seleção espanhola, que rodava, rodava, rodava... mas não conseguia assustar ao goleiro de Marrocos. Poucos foram os chutes em direção à meta defendida por El Kajoui, mesmo tendo 70% da posse. Hierro colocou Marco Asensio e Iago Aspas em campo para tentar dar mobilidade para sua equipe que enfrentava a forte marcação marroquina. 
Isco
Marrocos vira, mas VAR salva a Espanha
Sergio Ramos falhou no primeiro gol e perdeu na cabeça no segundo. Em cobrança de escanteio, En-Nesyri subiu mais que o zagueiro do zagueiro do Real Madrid para marcar. A Espanha ficou na segunda colocação até o minuto 47, quando Iago Aspas apareceu entre os zagueiros para empatar. O gol foi anulado inicialmente, mas o VAR mostrou a condição legal e definiu a partida. 

FICHA TÉCNICA
ESPANHA 2 X 2 MARROCOS 
​Local: Arena Baltika, Kaliningrado (Rússia) 
Data-Hora: 25/6/2018 - 15h
Árbitro: Ravshan Irmatov (UZB)
Auxiliares: Abduxam Rasulov (UZB) e Jakhongir Saidov (UZB)
Público/renda: 
Cartões amarelos: Da Costa, El Ahmadi, Amrabat (MAR)
Cartões vermelhos: -
Gols: Boutaib (15' - 1ºT), Isco (20' - 2ºT), En-Nesyri (35' - 2ºT), Iago Aspas (47'/2ºT)

ESPANHA: De Gea; Carvajal, Piqué, Sergio Ramos, Jordi Alba; Busquets, Thiago (Marco Asensio - 28'/2ºT), David Silva (Rodrigo - 38'/2ºT), Iniesta, Isco; Diego Costa (Iago Aspas - 28'/2ºT). Técnico Fernando Hierro. 

MARROCOS: Munir; Dirar, Benatia, Da Costa, Achraf; Boussoufa (En-Nesyri - 25'/2ºT), El Ahmadi; Belhanda (Fajr - 18'/2ºT), Ziyech, Amrabat e Boutaib. Técnico: Herve Renard.