Macaé e Novorizontino será com portões fechados no Moacyrzão

As vésperas de decidir a sua permanência no Campeonato Brasileiro da Série D, o Macaé Esporte sofreu um duro golpe nesta quarta-feira, dia 06. Na ocasião, o Alvianil Praiano foi informado de que terá que mandar a partida do próximo sábado no Moacyrzão, dia 09, diante do Novorizontino com os portões fechados, ou seja, sem a presença de torcedores.

A informação se tornou pública após a emissão de um ofício da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) informando que os laudos técnicos do Estádio Cláudio Moacyr de Azevedo não haviam sido apresentados. A entidade máxima do futebol brasileiro deu o prazo de até às 15 horas desta quarta-feira para a apresentação de tais laudos, o que acabou não acontecendo. Como penalização, a partida será realizada com os portões fechados.

A administração do Estádio Cláudio Moacyr de Azevedo se defende alegando que enviou um ofício ao Corpo de Bombeiros no dia 20 de abril solicitando os laudos técnicos necessários. Os administradores informaram ainda que até as 15h20 desta quarta-feira (horário do contato da reportagem com o estádio) não haviam obtido uma reposta dos Bombeiros.

A realização da partida com portões fechados é bastante prejudicial ao Macaé Esporte, uma vez que o clube perdeu o jogo de ida da segunda fase do Brasileiro da Série D para o Novorizontino por 2 a 1. Para seguir vivo na competição, o Alvianil Praiano precisa de uma vitória por dois gols de diferença no sábado para conquistar a classificação direta. Caso a vitória macaense seja por um gol de diferença, a decisão da vaga será nos pênaltis. Sem poder contar com sua torcida, a missão do Leão se torna ainda mais complicada na competição.

Comentários