Uruguai e Egito fazem sua estreia na Copa do Mundo, nesta sexta-feira, às 9h, em Ecaterimburgo


Uruguai e Egito se enfrentam, nesta sexta-feira, em um dos jogos mais interessantes do Grupo A, que ainda conta com Rússia e Arábia Saudita - os russos largaram na frente com vitória por 5 a 0 no primeiro jogo da Copa. A partida vai ser realizada em Ecaterimburgo, às 9h. Completo, o Uruguai vai contar com seus dois principais craques no setor ofensivo, os atacantes Edinson Cavani e Luis Suárez. Ainda cercado de dúvidas, Mohamed Salah ainda não foi confirmado no time titular, a decisão vai ser anunciada, poucas horas antes da partida, pela comissão técnica egípcia.

Com bom ambiente dentro e fora de campo, a seleção uruguaia mescla juventude com experiência. A dupla de zaga é um exemplo disso: Diego Godín disputa a sua terceira Copa do Mundo, enquanto seu companheiro de Atlético de Madrid, José Maria Gimenez faz sua primeira participação. No meio campo, destaque para os jovens Rodrigo Betancur, volante da Juventus e o meia do Cruzeiro De Arrascaeta, conhecido dos brasileiros. No ataque, Cavani e Luis Suárez formam uma das melhores duplas de ataque da competição. Os dois, juntos, fizeram 71 gols na atual temporada.

No Egito o clima ainda é de incerteza. Seu principal craque e referência técnica, o atacante Mohamed Salah, do Liverpool, se machucou na final da Champions League, contra o Real Madrid, no dia 26 de maio. A lesão no ombro provocada pelo zagueiro espanhol Sérgio Ramos gerou controvérsias no mundo futebolístico. O egípcio se recupera bem e já faz treinos com bola com seus companheiros. Além da recuperação técnica, a recuperação física, com enfoque na fisioterapia, foi bem conduzida pelo Egito. O anúncio, porém, vai ser feito no dia do jogo e os egípcios estão esperançosos com a participação de seu craque.

EGITO
A temporada 2017-18 colocou Mohamed Salah na lista dos grandes protagonistas do futebol mundial. Artilheiro e premiado como melhor jogador da Premier League, é o principal símbolo de um país que volta a disputar uma Copa do Mundo após 28 anos. E o longo período não foi por falta de qualidade. O Egito chegou a ser tricampeão na África entre 2006 e 2010, mas sempre bateu na trave nas eliminatórias. O veterano goleiro El Hadary é o remanescente de um grupo que merecia ter jogado um mundial.

El Hadary; Abdelshafy, Hegazy, Ali Gabr e Fathi; Tarek Hamed e Elneny; Abdalla Said, Trezeguet e Salah; Marwan. (T: Héctor Cúper)

Fique de olho nele: no Liverpool, Mohamed Salah virou uma máquina de definir lances, geralmente acionado no terço final do campo. Não precisa iniciar as jogadas tão recuado e se comporta como um atacante que parte da direita. Sempre pronto para acelerar em diagonal, é uma ameaça em profundidade por sua velocidade e drible, muitas vezes aproveitando o espaço criado por Firmino.


URUGUAI
O Uruguai entra na Copa do Mundo com o status de favorito do grupo do país-sede. Suárez e Cavani seguem formando uma das melhores e mais temidas duplas de ataque do futebol de seleções, mas a grande novidade está no processo de reformulação do elenco. Após mais de dez anos de times extremamente competitivos pela solidez defensiva, Óscar Tabárez começa a promover interessante mudança de perfil. 

Muslera; Laxalt, Godín, Giménez e Varela; De Arrascaeta, Bentancur, Vecino e Nández; Cavani e Suárez. (T: Óscar Tabárez)


Fique de olho nele: Luis Suárez é um dos melhores atacantes do mundo. A facilidade para marcar gols com a camisa do Barcelona faz dele um ídolo do futebol mundial.

• Sexta-feira, 9h
Uruguai x Egito
Local: Ekaterinburg Arena (Ecaterimburgo)
Número de jogos da sede na Copa: 4
Árbitro: Bjorn Kuipers (HOL)
Auxiliares: Sander van Roekel (HOL) e Erwin Zeinstra (HOL)

Histórico em Copas: nunca se enfrentaram

Comentários