Americano representa o Brasil e é vice-campeão de futebol feminino nos Jogos Olímpicos Especiais


Em meio a disputa da Série B1 do Campeonato Estadual com o time profissional de futebol, o Americano segue levando à risca sua marca de Clube Cidadão. Nos Estados Unidos a delegação alvinegra que representou o Brasil na Special Olympics, que aconteceu em Chicago, nos Estados Unidos, ficou com o segundo lugar.

A edição deste ano marcou o 50º aniversário da competição internacional, que é considerada os Jogos Olímpicos para pessoas com necessidades especiais. O time campista competiu na categoria feminino até 25 anos no futebol de campo (até sete jogadoras).

O Brasil, representado pelo Americano, foi o único país da América do Sul a participar nesta modalidade. 

A campanha foi assim:

PRIMEIRA FASE
Brasil/Americano 4 x 0 Quênia
Eslováquia 5 x 0 Brasil/Americano 
Brasil/Americano 3 x 3 EUA

SEMIFINAL 
Brasil/Americano 4 x 2 Egito

FINAL 
Brasil/Americano 1 x 2 Eslováquia 


“É muita honra usar o manto do Americano em um evento tão importante como esta Special Olympics. Fazer do clube um embaixador como já são Barcelona e Inter de Milão é muito gratificante. Fomos convidados, porque estamos em constantes treinamentos e agora é colocamos lá em prática tudo que treinamos e colocamos o Brasil no alto do pódio”, disse Thiago Siqueira, ex-jogador nas categorias de base alvinegra e agora treinador da equipe.

O Americano Futebol Clube, na pessoa do Presidente Carlos Abreu, de sua diretoria e sua apaixonada torcida, veio a público agradecer "a forma honrosa pela escolha e participação do clube, que representou o nosso país de forma brilhante na Copa do Mundo de Futebol Unificado da Special Olympics em Chicago/EUA. 


Como clube cidadão, nos colocamos cada vez mais abertos para que possamos fomentar a prática de atividades esportivas que oportunizem espaço as pessoas com deficiência intelectual ou quaisquer outras. 


O nosso sentimento é de imensa gratidão a todos envolvidos, ao professor e treinador Tiago Siqueira, a toda comissão e as meninas que são as estrelas maior disso tudo. Meninas, vocês nos encheram de orgulho! 


O Americano é Brasil, somos e seremos sempre mais Olímpiadas Especiais!"

Comentários