Bola aérea fatal e Pickford: como a Inglaterra bateu a Suécia e foi à semi

Suécia x Inglaterra
Cirúrgica, regular e fatal. A Inglaterra pode não ter um elenco estrelado como em outras edições de Copa do Mundo, mas carrega uma organização que a qualifica para ser uma semifinalista. Contra a Suécia, essas características foram determinantes na vitória por 2 a 0, neste sábado, em Samara, que garantiu a seleção inglesa como uma das quatro melhores deste Mundial - fato que não ocorria desde 1990. O canto de "o futebol está voltando para casa" vai ganhando cada vez mais sentido. 

Classificada, a seleção inglesa se prepara para a semifinal, marcada para a próxima quarta-feira, às 15h, em Moscou, contra o vencedor da partida entre Rússia e Croácia. Dentro de campo, os gols foram marcados pelo zagueiro Maguire e pelo meio-campista Dele Alli, ambos em jogadas aérea. Destaque também para o goleiro Pickford, que fez defesas impressionantes e foi um dos motivos que fizeram a Inglaterra se classificar para a próxima fase.
Suécia x Inglaterra
Posse de bola inglesa e muralha sueca
O cenário era o esperado e se repetiu nas quartas de final. A Suécia marcava com os 11 jogadores atrás da linha da bola e obrigava a Inglaterra a fazer ligações diretas para o ataque. Mesmo com 68% de posse no primeiro tempo, os ingleses não conseguiram ser efetivos com a bola rolando. Os muitos cruzamentos paravam na defesa sueca, que se postava como a muralha na frente da área. 

Caminho pelo alto: bola aérea faz nova vítima 
Sem sucesso com a bola no chão, a alternativa pelo alto pareceu mais viável e o famoso trem inglês formado nos escanteios deu resultado mais uma vez. Aos 29 minutos da primeira etapa, Young cobrou e coube ao zagueiro Maguire cabecear da marca do pênalti para abrir o placar, anotando o quinto gol inglês originado de bolas aéreas no torneio. Caminho foi aberto para a classificação. 

Sterling desperdiça chances inacreditáveis
​A Inglaterra poderia ter encaminhado a sua classificação se não fosse por Raheem Sterling. Foram dois gols inacreditáveis desperdiçados em um espaço de três minutos. No primeiro - onde estava impedido, por sorte - ele recebeu de frente para o goleiro e não conseguiu driblá-lo. No segundo, em posição legal, conseguiu passar por Olsen, mas se enrolou na hora de chutar e foi interceptado pela defesa sueca. 
Suécia x Inglaterra
Pickford se destaca para a Inglaterra
Além dos gols pelo alto, outro grande destaque da Inglaterra foi Pickford. O goleiro inglês foi responsável por três grandes defesas, sendo dois milagres em boas chegadas da Suécia. Parou o atacante Berg, em uma cabeçada na pequena área, e o meia Forsberg, em uma bola que sobrou na marca do pênalti. Grande atuação e um dos principais responsáveis pela classificação. 

Dele Alli garante a classificação
​Apesar das atuações pouco expressivas na Copa do Mundo, Dele Alli fez bom jogo contra a Suécia e marcou o gol que praticamente garantiu a classificação da Inglaterra. Aos 12 minutos do segundo tempo e novamente pelo alto, o meio-campista aproveitou o cruzamento de Lingard para entrar atrás da defesa e cabecear sem chances para Olsen.
Suécia x Inglaterra
Harry Kane apagado e placar resolvido
Não foi o dia do artilheiro da Copa do Mundo. Mesmo com a boa vitória da Inglaterra, o atacante teve poucos espaços e não conseguir ter uma chance clara de gol. Após o segundo tento inglês, a partida diminuiu de ritmo e passou a ser controlada pela seleção inglesa, que apenas esperou o tempo passar para garantir a classificação. 

FICHA TÉCNICA
SUÉCIA 0 X 2 INGLATERRA
Local: Cosmos Arena, Samara (Rússia)
Data-Hora: 07/7/2018 - 11h
Árbitro: Bjorn Kuipers (NED)
Auxiliares: Sander Van Roekel e Erwin Zeinstra (NED)
Público/renda: 39.991
Cartões amarelos: Maguire (ING), Guidetti e Larsson (SUE) 
Cartões vermelhos: -
Gols: Maguire (29'/1ºT), Dele Alli (12'/2ºT)

SUÉCIA: Olsen, Krafth (Jansson - 39'/2º T), Lindelof, Granqvist, Augustinsson; Claesson, Larsson, Ekdal, Forsberg (Olsson - 19/2º T); Berg, Toivonen (Guidetti - 19'/2º T). Técnico: Janne Andersson.

INGLATERRA: Pickford, Walker, Stones, Maguire; Trippier, Dele Alli (Delph - 30'/2º T), Henderson (Dier - 39'/2º T), Lingard, Ashley Young; Sterling (Rashford - 45'/2º T), Harry Kane. Técnico: Gareth Southgate.

Comentários