Com 18 clubes participantes, quarta divisão do Rio de Janeiro começa neste domingo


Começa neste domingo (29/07), a Série C do Campeonato Carioca, equivalente a quarta divisão do estadual. A competição contará com 18 clubes divididos em quatro grupos definidos por sorteio. Os integrantes dos grupos farão disputas entre si de turno e returno, passando para as quartas de final os dois primeiros colocados de cada grupo.

A competição ainda nem começou, mas já garantiu grandes emoções para os torcedores: três clubes sendo suspensos por não inscreverem seus jogadores a tempo, um atacante de renome voltando aos gramados aos 49 anos foram algumas das notícias envolvendo a série C antes mesmo de sua estreia. O Curioso do Futebol preparou um mini-guia com tudo que você precisa saber para acompanhar a competição.

GRUPO A
AÇÃO - BÚZIOS - CERES - ITABORAÍ PROFUTE - TERESÓPOLIS

Composto por Ação, Búzios, Ceres, Itaboraí Profute e Teresópolis, o grupo A já começará a disputa com um W.O., já que o Búzios está suspenso por perder o prazo de inscrição de jogadores, o que deu 3 pontos e 3 gols para o Ação, primeiro oponente do clube suspenso.

Estes três pontos facilitarão a vida do Ação, que teve uma pré temporada preocupante. O clube tomou a incrível goleada de 9 a 0 contra o Audax em jogo treino antes da estreia deste segundo pela Série B1. O desafio do Ação é deixar para trás os resultados negativos do início do ano, e focar no acesso.

GRUPO B
EC RESENDE - INDEPENDENTE - MAGEENSE E TOMAZINHO

No grupo B, o Esporte Clube Resende é um dos clubes que mais trouxe reforços para a competição e sai como favorito na chave. O destaque, entre eles, é o lateral Tássio, eleito o melhor da posição na competição do ano passado.

Outro clube que apresenta um destaque importante é o Independente que volta a disputar uma competição oficial depois de 14 anos. O reforço do clube é o goleiro Ítalo, um dos principais jogadores do elenco que levou o Serra Macaense da terceira para a segunda divisão do estadual. Mageense e Tomazinho compõem as duas vagas restantes do grupo.

GRUPO C
ARTURZINHO - CAAC BRASIL - CAMPO GRANDE - CANTO DO RIO - CARDOSO MOREIRA

Mais um grupo com clubes suspensos por irregularidades nas inscrições de seus atletas. Os dois punidos são Cardoso Moreira e Arturzinho, que deixam de jogar na primeira rodada. Melhor para CAAC Brasil, Campo Grande e Canto do Rio.

O Campo Grande tem como trunfo, pelo menos financeiro, o estádio Italo Del Cima. O estádio volta a receber jogos profissionais depois de três anos, e volta a ser mais um ativo entre os tradicionais gramados da zona oeste carioca.

GRUPO D
ATLÉTICO CARIOCA - BRASILEIRINHO - PADUANO - SÃO JOSÉ

O grande destaque do grupo D é o Atlético Carioca. O Clube se filiou à FFERJ apenas no ano passada, mas já conta com uma enorme contratação: o atacante Túlio Maravilha, campeão brasileiro pelo Botafogo, que aos 49 anos retorna ao futebol e torna o Atlético Carioca um dos favoritos ao título este ano, o que dará trabalho aos outros três integrantes do grupo D, Brasileirinho, Paduano e São José.

REGULAMENTO
No novo formato, a primeira fase será disputada pelos 18 clubes: dois grupos com 5 clubes e dois grupos com 4 clubes. Os clubes jogarão dentro dos seus próprios grupos e os dois melhores colocados de cada grupo avançam para a segunda fase (Quartas de final). Os grupos que tiverem 4 clubes, terão 6 rodadas ao fim da primeira fase e os grupos que tiverem 5 clubes, terão 10 rodadas ao fim da primeira fase.

Nas quartas de final, as oito equipes serão divididas em quatro chaves: 1º Grupo A X 2º Grupo D, 1º Grupo B X 2º Grupo C, 1º Grupo C X 2º Grupo A e 1º Grupo D X 2º Grupo B. As partidas serão no sistema de ida e volta, em caso de empate ao fim do segundo jogo, o desempate será dado pelo saldo de gols, continuando o empate, o vencedor do confronto sairá das cobranças de pênaltis, isso se aplicará na semifinal e final. Na semifinal e final, os mandos de campo serão definidos através de um sorteio, permanecendo no sistema de ida e volta.
O campeão e vice-campeão vão subir de divisão Série B2 de 2019.

Estes são os critérios de desempate (só não se aplicarão no caso do grupo X, para o rebaixamento para a Série B1):
Maior número de vitórias
Maior saldo de gols
Maior número de gols pró
Confronto direto
Menor número de cartões amarelos e vermelhos (cada cartão vermelho equivale a três cartões amarelos)
Sorteio público na sede da FERJ

Fonte: O Curioso do Futebol

Comentários