Com artilharia e orgulho em jogo, Bélgica e Inglaterra disputam terceiro lugar


O jogo que poderia ser da "ressaca" ainda tem validade para Bélgica e Inglaterra. Rivais na fase de grupos da Copa do Mundo, as seleções europeias se reencontram um dia antes do que desejavam – não na final de domingo, e sim neste sábado, às 11h (de Brasília), em São Petersburgo, pela disputa do terceiro lugar do Mundial.

Além do resgate do orgulho ferido por derrotas nas semifinais para França e Croácia, belgas e ingleses estarão na disputa pela artilharia. É por isso que Lukaku (quatro gols) e Harry Kane (seis) serão titulares e farão duelo à parte. É a Chuteira de Ouro em jogo!

O duelo começa às 11h (de Brasília) e terá transmissão ao vivo na TV Globo e no GloboEsporte.com (com Luís Roberto, Júnior e Roger Flores), e também no SporTV (com Luiz Carlos Jr, Lédio Carmona e Ricardinho).

Bélgica x Inglaterra
11h – São Petersburgo
Disputa do terceiro lugar da Copa do Mundo
Por mais paradoxal que isso possa parecer, belgas e ingleses devem levar força máxima a campo (ou quase isso) no jogo que vale menos. Em 28 de junho, na última rodada do Grupo G, ambos se enfrentaram com times reservas, já que ninguém fazia questão de ser líder da chave e pegar um caminho mais difícil até a final. Deu Bélgica 1 x 0, gol de Januzaj.

Agora, porém, é o orgulho em jogo: a Inglaterra tenta sua melhor colocação desde 1990, quando também caiu nas semifinais e perdeu a disputa da terceira posição para a Itália. O "pódio" não vem desde 1966, quando foi campeã em casa. A Bélgica só esteve na disputa do terceiro uma vez, em 1986, e também perdeu (para a França).

Pela melhor classificação de sua história nas Copas, a Bélgica de Roberto Martínez deve ter força máxima em campo – se algum titular não jogar, será por questão física.

Isso significa que Meunier volta de suspensão, e o trio de ataque formado por De Bruyne, Hazard e Lukaku não deve ser poupado – ainda que jovens como Januzaj e Tielemans possam ganhar mais alguns minutos de experiência em campo numa Copa do Mundo.

A escalação, portanto, seria idêntica à da vitória por 2 a 1 sobre o Brasil, nas quartas de final, naquela que foi a melhor exibição da geração belga na Rússia. A linha de quatro meio-campistas deve ter Meunier, Fellaini, Witsel e Chadli. Mas esta é só a tendência. Martínez, em entrevista coletiva, confirmou apenas o goleiro Courtois entre os titulares.

A Inglaterra, por sua vez, tenta superar a derrota para a Croácia na prorrogação. O técnico Gareth Southgate avisou que o time deve ter mudanças, admitiu "dias difíceis" após a eliminação e tentou encontrar motivação para seus jogadores no amargo duelo pelo terceiro lugar.

– Estamos muito motivados para ter uma grande performance e conquistar uma medalha, algo que só outro time da Inglaterra conquistou na história. A Bélgica ganhou de nós antes, na fase de grupos, então queremos também devolver isso – afirmou Southgate.

Três titulares estão mais propensos a serem substituídos. O ala-direito Kieran Trippier está com dores na virilha. Em seu lugar deve entrar o garoto Trent Alexander-Arnold, de 19 anos. O zagueiro Kyle Walker e o volante Jordan Henderson estão com desgaste muscular e podem ser poupados. Gary Cahill e Eric Dier são as opções mais prováveis.

Prováveis escalações
Bélgica: Courtois; Alderweireld, Kompany e Vertonghen; Meunier, Fellaini, Witsel e Chadli; De Bruyne, Hazard e Lukaku.
Técnico: Roberto Martínez.
Desfalques: nenhum.

Inglaterra: Pickford; Walker (Cahill ou Jones), Stones e Maguire; Alexander-Arnold (Rose), Dele Alli, Eric Dier (Henderson), Lingard e Delph (Young); Sterling e Kane.
Técnico: Gareth Southgate.
Desfalques: nenhum confirmado, mas há duas dúvidas – Trippier, com dores na virilha, e Henderson, com desgaste muscular.

Arbitragem
Árbitro principal: Nestor Pitana (ARG)
Assistente 1: Hernan Maidana (ARG)
Assistente 2: Juan P. Belatti (ARG)
Quatro árbitro: Bjorn Kuipers (HOL)