Corinthians x Botafogo - Timão tenta reagir sob o comando de Loss


Depois de dois amistosos na Arena Corinthians, agora é para valer. O Corinthians volta a Itaquera nesta quarta-feira para a retomada do Campeonato Brasileiro, em duelo com o Botafogo, às 21h45, pela 13ª rodada. Apesar de não ter perdido nenhum dos jogos de preparação (2 a 0 e 2 a 2 contra o Cruzeiro e 2 a 1 contra o Grêmio), o Timão vai a campo diante de um sentimento de incerteza e desconfiança por parte da torcida.

Antes da Copa do Mundo, o time vinha rendendo muito pouco e entrou na paralisação em um jejum de quatro jogos, com duas derrotas e dois empates. Com isso, ocupa a décima colocação, com 16 pontos. Se vencer o duelo desta quarta, consegue subir pelo menos uma posição, já que o Botafogo está logo acima, na nona colocação, com 17 pontos.

DEFINIDO
O Corinthians vai a campo com alguns nomes diferentes dos que vinham jogando antes da Copa. Com Sidcley negociado com o Dínamo de Kiev, Daniel Avelar assume a lateral esquerda depois de boas apresentações nos amistosos. Na contenção do meio de campo, Renê Júnior fica com a posição que era Maycon, vendido ao Shakhtar Donetsk. Pedro Henrique substitui Balbuena, que saiu para o West Ham.

Em relação ao time que disputou o amistoso contra o Cruzeiro, na última semana, serão duas mudanças. O lateral-direito Fagner reassume a posição após retornar da Copa do Mundo e Roger ficará como referência no ataque no lugar de Matheus Matias.

No banco de reservas, a novidade será a presença do atacante Jonathan, contratado junto ao Hannover. No treino desta terça-feira, realizado apenas com reservas, ele se destacou marcando cinco gols.

NOVIDADES
O Botafogo vai retomar sua trajetória no Brasileirão com uma importante mudança no banco de reservas. O técnico Alberto Valentim deixou o clube durante a Copa do Mundo da Rússia e deu lugar a Marcos Paquetá. A novidade trouxe expectativas à torcida quanto a possíveis mudanças na equipe, o que será conhecido na quarta-feira.

Uma das alterações deve acontecer no meio-campo. Marcelo ou Matheus Fernandes devem aparecer como titulares no setor para formar dupla com Rodrigo Lindoso, que evita apontar um favorito para ser o seu parceiro na equipe.

"Cada jogador é único. Mas, para mim, não influencia. Respeito as características de cada um. O Matheus é um jogador leve, rouba muita bola, chega na frente. O Marcelo é mais parecido comigo", disse Lindoso, nesta segunda. "Em relação à movimentação de chegar mais na frente, Matheus chega mais. Mas em relação à escolha não tem nada, respeitamos."