Dupla de ataque decide, Cano vence Tigres e é campeão da Santos Dumont

Foi na garra! O Americano superou as lesões e o Tigres do Brasil e faturou a Taça Santos Dumont na tarde deste domingo (8) com uma vitória por 2 a 1 - de virada! A equipe que começou o jogo com a escalação incerta, já que Vandinho sentia a virilha, perdeu dois jogadores no primeiro tempo - Marquinhos e Abuda - por lesão, mas conseguiu a vitória com gols de Cláudio Maradona e Maikon Aquino, no segundo tempo. Daniel Marins fez de cabeça o tento da equipe da Baixada Fluminense.

O resultado garante o Alvinegro na semifinal geral da Segundona e na disputa, em dois jogos, pelo acesso à elite do Campeonato Carioca. Antes disso, tem o início da Taça Corcovado, o segundo turno do Campeonato Carioca. O Americano enfrenta o Carapebus, em casa, no Ângelo de Carvalho. Já o Tigres do Brasil visita o Gonçalense, no Alzirão. Ambos os duelos acontecem no sábado, dia 14 de julho, às 15h. O Placar FutRio faz a cobertura completa de toda a rodada inaugural da segunda parte do certame.
Lesões atrapalham Americano; Diego Sales apresenta credencias
A final já começou com um clima de mistério em relação a utilização ou não do volante Vandinho, que com um problema na virilha, só foi confirmado poucos minutos antes do começo do jogo. O Tigres, por sua vez, também tinha um problema: Chamel com dores no tornozelo também não começou jogando, o que fez Mário Júnior iniciar com mais uma peça no ataque.

Talvez a presença desse jogador extra na parte ofensiva em relação aos últimos jogos fez com que a Fera da Baixada, mesmo atuando como visitante, tivesse uma leve superioridade em relação ao Americano, que aos poucos, já próximo da metade do primeiro tempo começou a se soltar na partida. Nenhuma chance com maior clareza foi criada por nenhuma das equipes.

Neste cenário de evolução do Cano no jogo, o Tigres construiu o seu gol. Jogada de contra-ataque na velocidade de Diego Sales. O camisa 10 mostrou o porquê de ser um dos melhores jogadores da competição ao cruzar na cabeça de Daniel Marins, que em uma testada precisa, abriu o placar. O tento mudou de vez a configuração do jogo, dando o protagonismo ao Americano, que já tinha feito duas substituições por lesão. Marquinhos e o substituto dele Abuda, deixaram o gramado lesionados.

Cláudio Maradona assume protagonismo e constrói virada
No retorno para o segundo tempo, o Cano seguiu com a pressão exercida na reta da etapa inicial. Assim como na primeira parte do encontro o time tinha mais posse de bola, ocupava os espaços no campo ofensivo, mas nenhuma oportunidade clara era criada. O Tigres, por sua vez, não tinha a opção do contra-ataque, diferente do que aconteceu antes do intervalo.

Apesar de não possuir a criatividade necessária, o Cano empatou o jogo e em uma falha defensiva do Tigres. Indecisão de Allan Miguel e Léo Flores numa saída de bola e Cláudio Maradona igualou o jogo. O camisa 9 acreditou na jogada que, teoricamente, estava morta, conseguiu a recuperação da bola e mesmo sem ângulo empatou o duelo inflamando o confronto no Ângelo de Carvalho.

O gol da virada saiu minutos depois e de novo com Cláudio Maradona envolvido no lance. Jogada em velocidade pelo lado esquerdo e cruzamento preciso para o ataque. Ele - sempre ele! - Maikon Aquino completou com um toque para o gol, colocando o Cano na frente.
Americano 2x1 Tigres do Brasil - Taça Santos Dumont, final - 08/07/2018, às 15h

Estádio Ângelo de Carvalho (Campos dos Goytacazes - RJ)
Árbitro: Elton Azevedo
Assistentes: Eduardo de Souza Couto e Wallace Muller Barros Santos

Americano: Luis Henrique; Sanderson, Kadu, Admilton e Rafinha; Vandinho, Marquinhos (Abuda, 21'/1ºT, depois Paulo Vitor, 35'/1ºT), George (Luan, 13/2ºT) e Bruno Vianna; Cláudio Maradona e Maikon Aquino. Técnico: Josué Teixeira.

Tigres do Brasil: Léo Flores; Gabriel, Allan Miguel, Léo Fortunato e Wesley; Dudu, Jonathan e Diego Sales (Careca, 33'/2ºT); Daniel Marins (Igor Sales, 20'/2ºT), Charles Chad e Felipe Araújo (Gago, 23'/2ºT). Técnico: Mário Junior.

Cartões amarelos: Paulo Vitor, Cláudio Maradona (ANO); Dudu, Allan Miguel, Léo Fortunato, Wesley (TIG);

Gols: Daniel Marins, 31'/1ºT (0-1); Cláudio Maradona, 21'/2ºT (1-1); Maikon Aquino, 30'/2ºT (2-1);


Fonte: FutRio

Comentários