Faltam 14 dias: Prova Ciclística de São Salvador começou por sugestão do pai de Patesko


A mais tradicional Prova ciclística do país chega aos seus 74 anos, e para comemorar, o GF ESPORTE preparou uma série especial até o dia 6 de agosto, com detalhes, fotos históricas e todos os campeões por década. Fique ligado nesta viagem e boas descobertas. Nesta segunda-feira (23/07), faltando 14 dias para a 74ª Prova Ciclística de São Salvador, destaque para o início de tudo.

A Prova Ciclística de São Salvador começou por sugestão de Vicente Ferraiouli, pai de Patesko (Gerardo Maria Ferraiouli). Ele havia sugerido ao filho que realizasse uma prova ciclística no dia do padroeiro da cidade. O já falecido Patesko, ciclista e ex-combatente da Segunda Guerra Mundial, achou a idéia muito boa e em 1945 Patesko organizou a primeira corrida de 6 de agosto.

O criador da prova acompanhou as disputas ao longo dos anos, mas depois, por problemas de saúde, não mais compareceu na Avenida Alberto Torres para dar a largada na competição. Em seu livro, “Patesko Entre Amigos”, escreveu que “ao ver as bicicletas passarem a toda velocidade e força, fico pensando no meu pai. A sua idéia é um sucesso!”, escreveu na publicação.

O nome da prova, “São Salvador” como sinônimo de “Santíssimo Salvador”, forma correta de  expressar o nome do padroeiro também foi uma exigência de Patesko. Este é um vício de linguagem mais antigo do que se imagina. Em 28 de março de 1835,  foi proclamada ao título de cidade a Vila São Salvador de Campos, como registram os livros sobre a história de Campos dos Goytacazes.

A história de Patesko se confunde com a da corrida que sempre foi disputada no dia 06 de Agosto. Da estréia até 1976 - na 32ª edição - o percurso foi o mesmo, saindo em frente ao Banco do Brasil e com chegada defronte a antiga sede da Prefeitura Municipal que hoje está em reforma para abrigar o Museu de Campos. Em 1977 a Prova sofreu sua primeira alteração do percurso, saindo das estreitas ruas do centro da cidade para as da Avenida Alberto Torres e Rua Tenente Cel. Cardoso. A última mudança aconteceu em 1994, quando o empresário e ex-campeão da São Salvador, Marcos Calil, assumiu o comando da prova, nomeado pelo próprio Patesko e fez pequenas mudanças para aumentar a segurança dos atletas e a visão do público. Na ocasião da mudança da organização, Patesko chegou a dizer: “O ciclismo é minha vida, mas está na hora de parar, pois não quero virar o Papai Noel das pistas”, disse bem humorado.

Ao longo dos últimos 10 anos a corrida passou por um longo processo de modernização e profissionalização que resultou no engrandecimento do evento, considerado a maior prova ciclística de rua do Brasil. Detentora do recorde de premiações em 3 anos consecutivos e de um dos maiores públicos do país, a São Salvador não toma conta só das ruas de Campos no dia 06 de agosto, mas também do coração de todos os atletas, organizadores e do povo que comparece a esta verdadeira festa do ciclismo brasileiro.

Nesta terça-feira (24/07) iremos destacar os primeiros campeões da prova, na década de 1940.
A tradicional Prova Ciclística de São Salvador chega a sua 74ª edição e as inscrições já começaram e irão até o dia 2 de agosto. O circuito da 74ª Prova Ciclística São Salvador terá uma metragem de 3.650 m. A Largada será na Praça do Liceu em frente à Câmara Municipal de Campos. Com percurso pela Alberto Torres, Av. 28 de Março, Rua Tenente Coronel Cardoso e Av. Dr Hélio Póvoa.

O evento é organizado pela Federação de Ciclismo do Estado do Rio de Janeiro (Fecierj) e tem o apoio da Prefeitura Municipal de Campos. As inscrições começam a ser feitas a partir desta sexta-feira (13), pelo site www.fecierj.org.br.

Os ciclistas que desejarem participar da prova terão até o dia 2 de agosto para se inscrever. A expectativa do presidente da Fecierj, Rodrigo Rocha, é que este ano o número de participantes chegue a 400 atletas, superando o número de inscritos do ano passado, quando foi registrada a presença de 370 competidores.

Comentários