Flamengo vê Rodrygo brilhar pelo Santos e tem liderança sob risco

Santos x Flamengo
A noite desta quarta-feira começou com tudo para o Flamengo, que abriu o placar na Vila Belmiro logo aos dois minutos, com gol contra de Bruno Henrique, mas terminou com show à parte do garoto Rodrygo, de apenas 17 anos, responsável por jogada brilhante que terminou em gol de empate do Santos, com Gabriel. Em duelo equilibrado, o Rubro-Negro se manteve na liderança do Campeonato Brasileiro, com 31 pontos, posto que pode perder em caso de vitória do São Paulo diante do Grêmio, nesta quinta-feira.

O Santos, por sua vez, comandando pelo técnico interino Serginho Chulapa, pulou da 15ª para a 13ª posição, agora com 16 pontos, mas ainda terá de esperar pelos resultados dos jogos de Bahia, Vitória e Chapecoense. Na 16ª rodada, o Flamengo recebe o Sport, no Maracanã. O Peixe enfrenta o América-MG, na Vila Belmiro, no domingo.
Santos x Flamengo
MENINO INGRATO...
A noite se desenhava como espetacular para o líder Flamengo, na Vila Belmiro. Pouco antes dos dois minutos de jogo, Alison, sozinho próximo à linha lateral, isolou uma bola que foi parar na linha de fundo santista. Menino da Vila, mas ingrato, Diego cobrou com perfeição escanteio para o desvio de cabeça de Bruno Henrique, na primeira trave de Vanderlei. Contra, o atacante do Santos abriu o placar para o Rubro-Negro. O problema é que Diego não contava com a inspiração de Rodrygo... 

MENINO 'RAYO'
Com técnico interino e novamente escalado com quatro atacantes, o Santos viu Rodrygo, improvisado no meio-campo, mais uma vez brilhar em casa. Caindo mais pela direita do ataque santista, o Rayo só não fez chover... De resto, tudo fez. Até apagar em campo apagou, após cair no chão sem se proteger. E foi em um lance genial que o garoto de 17 anos driblou Cuéllar, Diego e Renê, chegou à linha de fundo e tocou para Gabigol que, entre dois do Flamengo, só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes.
Santos x Flamengo
Um chute de Paquetá e outro de Victor Ferraz deram trabalho a Vanderlei e Diego Alves durante o primeiro tempo. Nada que alterasse o placar do jogo. O Flamengo, embora tenha mantido a organização, caiu de rendimento após sofrer o empate. O Peixe, por sua vez, nem de longe lembrou a apática atuação contra a Chapecoense, no último domingo.

PEIXE NA FRENTE, FLA ATRÁS
As propostas de jogo para a etapa complementar foram diferentes. Chulapa logo sacou Eduardo Sasha e colocou Renato em campo, tentando ganhar volume de jogo no meio-campo. No começo, a estratégia pareceu dar certo. Aos poucos, foi minando a dinâmica de jogo do Alvinegro à frente. O Flamengo, por sua vez, se começou o segundo tempo tentando sair no contra-ataque, ganhou terreno com o passar dos minutos. 
Santos x Flamengo
Um chute de Geuvânio, também ex-Menino da Vila, deu trabalho a Vanderlei, que assistiu a torcida se levantar a cada vez que Rodrygo pegava na bola. Uma belíssima jogada de Éverton Ribeiro, que ganhou de Alison e por pouco não fez um golaço, foi o o melhor da etapa final.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 1 X 1 FLAMENGO
​Local: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data-Hora: 25/7/2018 - 21h45
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Elicarlos Franco de Oliveira (BA) e Jucimar dos Santos Dias (BA)
Público/renda: 11.843 pagantes/R$ 292.847,00
Cartões amarelos: Luiz Felipe (SAN), Diego (FLA)
Cartões vermelhos: -
Gols: Bruno Henrique (contra) (2'/1ºT) (0-1), Gabriel (33'/1ºT) (1-1),

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo (Luiz Felipe, aos 15'/1ºT), Gustavo Henrique e Dodô; Alison, Diego Pituca (Léo Cittadini, aos 33'/2ºT) e Rodrygo; Gabriel, Bruno Henrique e Eduardo Sasha (Renato, no intervalo). Técnico: Serginho Chulapa.

FLAMENGO: Diego Alves; Rodinei, Réver, Léo Duarte e Renê; Cuéllar, Lucas Paquetá e Diego (Henrique Dourado, aos 40'/2ºT); Éverton Ribeiro, Matheus Sávio (Geuvânio, aos 26'/2ºT) e Guerrero (Uribe, aos 16'/2ºT). Técnico: Maurício Barbieri.