Independente fatura o terceiro título consecutivo do Campeonato Macaense de Futebol Amador

O Bengala até que tentou. Foi valente e tentou até o fim quebrar a hegemonia do Independente na Série A do Campeonato Macaense de Futebol Amador, mas no final, a tradição acabou falando mais alto. Com uma vitória por 3 a 0, o Independente repetiu 2016 e 2017 e levou o terceiro título consecutivo.

As equipes protagonizaram uma final emocionante. Lotaram o Estádio Expedicionário no último sábado (28) e proporcionaram um grande espetáculo dentro e fora das quatro linhas. Para se ter uma idéia, essa foi a maior festa realizada em uma final dos últimos 25 anos, segundo palavras do próprio presidente da Liga Macaense de Desportos, Wandersson Agostinho.

O jogo começou muito estudado, com chances para ambos os lados. Mas no decorrer da partida, o Independente mostrou o porquê é o maior campeão da história do torneio, com seis títulos. Já o Bengala chegou a final pela 1ª vez e foi uma das grandes surpresas da competição. Mesmo sem tanta história no torneio quanto o rival, passou a ser um time respeitado e chegou a decisão com totais condições de mudar a história dos últimos anos do torneio.

A Seleção do Campeonato ficou da seguinte forma: Yago (Independente), Saulo (Cajueiros), Rondônia (Bengala), Jubão (Independente), Kelvin (Bengala), Rughery (Lagomar), Edilberto (Independente), Wellington (Fúria), Matheus Neris (Independente), Bocão (Fúria) e Deja (Sinditob). Melhor técnico levou Alanderson, revelação foi Rudhery, Yago foi o goleiro menos vazado, o destaque foi Timborão e o artilheiro foi Fabiano (Independente).

Comentários