Mudanças internas deixam clima mais leve no Carapebus para evitar queda


O Carapebus mudou de treinador e venceu na Série B1. Saiu Mauro Rodrigues e entrou Ronaldo Junior. Com ele, veio o triunfo sobre o Gonçalense, por 2 a 1, que reacendeu a esperança na luta para fugir do rebaixamento. Além da mudança no comando técnico, os jogadores destacaram também outras medidas internas - não reveladas de maneira detalhada - que serviram para dar mais leveza ao ambiente, como a saída de determinados atletas.

- Melhorou muito o incentivo nos treinos. Tinham algumas peças que não estavam encaixando, estavam estragando o grupo até no extracampo. O time mudou. Quatro jogadores que entraram nem pegavam relação de jogo, como o Chin, volante. A gente se uniu com o objetivo de conseguir a vitória para livrar o Carapebus do rebaixamento e conseguimos - disse o volante Jeferson.

O goleiro Victor, que defendeu um pênalti, seguiu a mesma linha de raciocínio apresentada por Jefferson, destacando as medidas que foram tomadas no extracampo. A partir daí, com mais tranquilidade para trabalhar, tudo vem se encaixando naturalmente, segundo o arqueiro.

- A gente sabe: quando as coisas fora de campo começam a caminhar bem, dentro de campo a bola bate na trave e entra, o goleiro pega pênalti... fora de campo estando certinho, as coisas dentro de campo vão caminhar bem. Não tem como fugir disso.

Outro jogador decisivo, Layon, que fez o gol da vitória, acredita que a confiança será maior por parte do Carapebus nas sete partidas que ainda lhe restam na Segundona.

- Próximo jogo vamos entrar com muito mais confiança. Temos que vencer para embalar numa carreata vitoriosa. O ambiente está muito leve. A gente vem trabalhando bastante e vamos focar no próximo jogo para tudo dar certo, se Deus quiser.

O Carapebus volta a campo no sábado (28), quando receberá o Angra dos Reis, no Ferreirão, às 15h. 

Fonte: FutRio

Comentários