Reunião debate estrutura de apoio à Prova Ciclística de São Salvador

Com o objetivo de realizar uma competição tranquila para ciclistas e público na 74ª Prova Ciclística de São Salvador, que acontecerá no dia 6 de agosto, foi realizada uma reunião com diversos órgãos na sede da Guarda Municipal, na última sexta-feira (13), para discutir ações de segurança. Participaram do encontro, o comandante da Guarda Civil Municipal, Fabiano Mariano; o presidente da Fundação Municipal de Esportes (FME), Raphael Thuin; o presidente da Federação Estadual de Ciclismo (Fecierj), Rodrigo Rocha; o chefe da Educação e Trânsito do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT) e o diretor de Projetos Viários, Ednilson Nogueira; e o superintendente municipal de Paz e Defesa Social, Darcileu Amaral.

O comandante da Guarda apresentou situações que sua equipe enfrentou no ano passado, que pode ser melhorada este ano, como por exemplo a identificação das motos que vão na frente dos ciclistas das respectivas baterias das provas. O reforço no número de Guardas entre os pontos de apoio que serão instalados no trajeto das ruas por onde os ciclistas vão passar. “Nosso objetivo é melhorar a organização da estrutura, visando garantir o sucesso da prova, sem contar que a cidade está em ritmo de festa do padroeiro, que demanda um maior contingente de homens para atuar, nos mais diversos locais da cidade”, avalia o comandante Mariano.
A 74ª Prova Ciclística de São  Salvador terá largada na Avenida Alberto Torres, em frente à Câmara Municipal e irá percorrer 3.650 metros, indo até a Avenida 28 de Março, Avenida Tenente Coronel Cardoso (antiga Rua Formosa), prosseguindo até a Avenida José Alves de Azevedo (Beira Valão), passando em frente ao Mercado Municipal, retornando pela Avenida Alberto Torres. O número de volta é definido por categoria.

Uma das preocupações do comandante da GCM é no trecho da Avenida José Alves de Azevedo quando os ciclistas entram na Avenida Alberto Torres, por causa da velocidade dos competidores. Para isso, deve ser realizada uma outra reunião, para passar orientações para todos os envolvidos na prova.

Raphael Thuin destacou que já foi solicitado a Secretaria de Saúde três ambulâncias para dar atendimento em caso de acidente, assim, como estará reforçando a equipe de apoio que irá trabalhar em alguns pontos considerados essenciais pelos organizadores. “O nosso objetivo é manter o sucesso do evento do ano passado e também de pedir a compreensão dos moradores que muitas das vezes têm o acesso de suas casas prejudicados nesse trecho da prova. Mas a prova é considerada uma das mais tradicionais e antigas do país e vamos contar com a colaboração de todos”, explicou Thuin.

Fabiano Mariano solicitou ao IMTT que ajudade na conscientização principalmente dos taxistas que trabalham nesse trajeto, informando da importância e da necessidade de se realizar algumas intervenções. Assim, como o fechamento de alguns trechos das ruas, para que seja montada as grades de proteção. Essa montagem esta prevista para o domingo (5) a partir das 8h. E a previsão é de que a retirada aconteça a partir das 14h do dia 6, após o encerramento da prova ciclística.