Técnico lesionado, trio expulso e três gols: Carapebus vence o Gonçalense

Num dos jogos mais pitorescos desta edição da Série B1 do Campeonato Carioca, o Carapebus venceu o Gonçalense por 2 a 1, na tarde deste sábado (21), no Alzirão, em Itaboraí. O futebol esteve em segundo plano em meio aos fatos curiosos que marcaram o duelo. Foram três expulsões, treinador se lesionando durante o intervalo, jogador recebendo amarelo no banco, presidente dando instrução na parada técnica...

No fim das contas, melhor para os visitantes, que ganham sopro de vida na luta contra o rebaixamento. Após a terceira rodada da Taça Corcovado, o Carapebus segue na lanterna da classificação geral, com quatro pontos. No Grupo B, está em oitavo. O Gonçalense, com quatro pontos, está em sexto na Chave A. No somatório dos turnos, é o 15º, três posições acima da zona da degola.

Visitantes pulam na frente
Mesmo em situação quase irreversível na luta contra o rebaixamento, o Carapebus foi uma equipe mais perigosa nos primeiros 20 minutos. Apesar do controle da partida, pouco conseguiu finalizar com perigo. O Gonçalense, praticamente na primeira chegada mais efetiva, teve pênalti a favor. Gabriel Coutinho foi derrubado por Felipe Lotério na área. Na cobrança, Márcio Carioca pegou fraco e Victor defendeu em dois tempos.

Entre os 35 e 37 minutos, muita coisa importante aconteceu. Primeiro o gol do Carapebus. Miguel foi lançado entre os zagueiros, se desequilibrou, mas ainda assim conseguiu finalizar e fazer 1 a 0. Logo após a saída de bola, Gabriel Amorim chutou a bola após marcação de falta. Resultado: recebeu o segundo amarelo e foi expulso. A desvantagem não impediu o Lense de empatar. Márcio Carioca avançou pela direita e cruzou para Jonnes, com oportunismo, fazer 1 a 1.

Treinador lesionado, mais expulsões, cartão no banco... acredite se quiser
No intervalo, uma situação inusitada: o técnico Thiago Thomaz dava uma bronca nos atletas do Gonçalense durante o intervalo, em alto e bom som, até desferir um soco na janela, quebrando o vidro e lesionando a mão. O treinador teve que ser atendido na ambulância e não voltou a campo. O auxiliar Pedrinho assumiu a função (com o presidente Joacir Thomaz dando instruções da tribuna, chegando até mesmo a participar diretamente da parada técnica no gramado).

A série de fatos pitorescos no Alzirão inibiu qualquer resquício de futebol. As duas equipes, lutando na parte de baixo da tabela, justificaram tal panorama. O Gonçalense viu a situação se complicar ainda mais com outra expulsão: Magé, aos 25 minutos. A desvantagem de dois atletas durou pocuo, já que aos 28 foi a vez de Léo, do Carapebus, receber o vermelho. A essa altura, 10 contra 9.

Os visitantes voltaram a ficar na frente do placar após saída de bola equivocada do goleiro Marco Antônio. Chin aproveitou para tomar a posse da bola e cruzar na medida. Layon, com o gol vazio, só empurrou para as redes: 2 a 1. A tensão tomou conta de vez da partida. Goleiro do Gonçalense que estava no banco, Darlan recebeu amarelo mesmo sem entrar em campo. O Tricolor ainda pressionou, mas, sem organização, não conseguiu novo empate. Melhor para o Carapebus, que comemorou o resultado como um título.

As duas equipes voltam a campo no próximo sábado (28), quando a quarta rodada da Taça Corcovado será realizada. O Carapebus receberá o Angra dos Reis, no Ferreirão, às 15h. No mesmo horário, o Gonçalense visita o Olaria, na Rua Bariri.

Gonçalense 1x2 Carapebus - Taça Corcovado, 3ª rodada - 21/7/2018 às 15h

Estádio Alziro de Almeida (Itaboraí - RJ)
Árbitro: Wagner Gomes dos Santos Rosa
Assistentes: Richardson Santos da Silva e Diogo Neto Corrêa Dique Turco

Gonçalense: Marco Antônio; Gabriel Coutinho, Matheus, Lucas e Alan; Magé e David; Walber (Leonardo - intervalo), Gabriel Amorim e Jonnes (Jancen, 35'/2ºT); Márcio Carioca (Endrew - intervalo). Técnico: Thiago Thomaz.

Carapebus: Victor; Vagner, Maycon, Felipe Lotério (Léo - intervalo) e Miguel; Renan, Jefferson, Chin e Noel (Inhonho, 27'/2ºT); Wilkison e Lorran (Layon, 29'/2ºT). Técnico: Ronaldo Junior.

Cartões amarelos: Gabriel Amorim, Walber, Magé e Darlan (GON); Lorran (CAR)

Cartões vermelhos: Gabriel Amorim, 36'/1ºT (GON); Magé, 25'/2ºT (GON); Léo, 28'/2ºT (CAR)

Gols: Miguel, 35'/1ºT (0-1); Jonnes, 37'/1ºT (1-1); Layon, 33'/2ºT (1-2)

Público e renda: não informados

Fonte: FutRio