Trio que decide! Griezmann, Mbappé e Pogba são vitais para título francês

França x Croácia
Griezmann. Mbappé. Pogba. A trindade francesa mais representativa no grupo que se sagrou bicampeão neste domingo, com a vitória por 4 a 2 sobre a Croácia, foi fria, calculista, certeira e, acima de tudo, decisiva. Os três tiveram participação dIreta nos gols que asseguraram o caneco para os Bleus.

O camisa 7 da França fez uma Copa de encher os olhos. Eficiente, organizou o setor ofensivo em todos os jogos que atuou. A principal arma francesa, a bola parada, saíram de seus pés. Com isso, além de quatro gols (três deles de pênalti, incluindo o deste domingo) Griezzman ainda contribuiu para tantos outros, como na falta que originou o gol contra de Mandzukic. Termina a competição com grandes chances de ser o Bola de Ouro da temporada, e interromper a sequência de Messi e Cristiano Ronaldo.

Mbappé, por sua vez, já deixa otimismo e excitação para as Copas seguintes. Com 19 anos, fez o que quis neste domingo. Usou e abusou de arrancadas, criou situações para os companheiros marcarem, como no terceiro gol, e também deixou sua marca com um belo chute de fora da área. Voltará ao PSG como protagonista, desbancando, certamente, Neymar.

Já Pogba foi a personificação da perfeição em campo na grande final. Eficaz na marcação, o camisa 6 foi preciso nos passes. Entrou com uma vontade de vencer absurda, diferente do que aconteceu há dois anos, na decisão da Eurocopa. O gol anotado, em jogada iniciada por ele mesmo, é um prêmio para quem, mesmo aos 25 anos, afirmou na Rússia que seria sua última Copa. Certamente esta atuação mudará o seu pensamento.

O lema consagrado na Revolução Francesa (Liberdade, Igualdade e Fraternidade) ganhou uma atualização. No futuro, quando as pessoas falarem da campanha vitoriosa dos Bleus, certamente isso será traduzido para Griezmann, Mbappé e Pogba.

Comentários