Paraná empata no final com Botafogo e frustra estreia de Zé Ricardo

Na estreia do técnico Zé Ricardo, o Botafogo vencia por 1 a 0, mas o Paraná marcou o gol do empate aos 50 minutos do segundo tempo. O jogo foi disputado na manhã deste domingo, no estádio Durival de Brito. O resultado fez o Alvinegro de General Severiano chegar aos 22 pontos ganhos e ocupar a nona posição, enquanto o Paraná segue na lanterna do Campeonato Brasileiro com 14 pontos ganhos. Rodrigo Lindoso marcou, de pênalti, para o Botafogo, enquanto Alex Santana anotou para a equipe curitibana.

O partida foi muito movimentada e os dois times atuaram com dez jogadores desde a metade do primeiro tempo, quando jogadores das duas equipes se envolveram em grande confusão, o que provocou a expulsão de Cléber Reis, do Paraná, e Matheus Fernandes, do Botafogo.  O time carioca saiu na frente, mas recuou demais para defender o resultado e acabou castigado com o gol da equipe de Vila Capanema.

Na próxima rodada, o Paraná vai visitar o Internacional, no Beira-Rio, enquanto o Botafogo vai receber o Atlético-MG, no Engenhão.

O jogo
O Paraná começou no ataque e antes do primeiro minuto, Rafael Grampola tocou para a conclusão de Alex Santana, mas a bola passou longe do gol defendido por Saulo. O time da casa mostrava mais disposição ofensiva enquanto o Botafogo adotava uma postura mais cautelosa, preferindo bloquear as investidas do adversário e mantendo apenas Aguirre na frente.

Aos oito minutos, a equipe de Curitiba chegou novamente. Silvinho tocou para Rafael Grampola que chutou forte, mas encobriu o travessão.  O time dirigido por Zé Ricardo mostrava grande dificuldade em se organizar dentro de campo e sofria pressão da equipe da casa, armado com três atacantes e que nao dava liberdade ao adversário para sair jogando com tranquilidade.

Só aos 13 minutos é que o Botafogo chegou, pela primeira vez, com perigo na área paranaense.  Leo Valencia foi lançado por Aguirre, driblou o goleiro Richard, mas perdeu o ângulo e acabou chutando na rede pelo lado de fora.

O Paraná respondeu aos 18 minutos quando Maicosuel cruzou, a defesa não conseguiu afastar e Torito completou. A bola passou perto do gol defendido por Saulo.

O jogo ficou mais equilibrado e, aos 21 minutos, foi a vez de Luis Fernando exigir boa defesa de Richard, depois de receber ótimo passe de Matheus Fernandes.

Aos 25 minutos, Maicosuel, Silvinho  e Matheus Fernandes se desentenderam após dividida na lateral e os jogadores e reservas dos dois times se envolveram numa grande confusão. Depois que os ânimos foram serenados, o árbitro mostrou cartão vermelho para o zagueiro Cléber Reis,do Paraná, e para o volante Matheus Fernandes, do Botafogo. Para recompor a defesa, o técnico Rogério Micale trocou o atacante Rafael Grampola pelo lateral Baez, deslocando Igor para formar a dupla de zaga com Renê.

Quando a partida recomeçou a equipe curitibana voltou com maior agressividade e ameaçou o Botafogo aos 35 e 36 minutos, em chutes de Alex Santana e Carlos.

O Alvinegro de General Severiano voltou a dominar a partir dos 40 minutos.  Após cruzamento na área, Aguirre cabeceou para o chão e Richard fez grande defesa, evitando o gol da equipe carioca. Três minutos depois foi a vez de Rodrigo Pimpão desperdiçar uma grande chance, ao cabecear para fora depois de receber lançamento de Marcinho. No último lance da etapa inicial, Pimpão tentou uma bicicleta, mas a bola foi em cima do Richard.

O segundo tempo começou com mais uma oportunidade desperdiçada pelo Botafogo, logo aos três minutos. O lateral-esquerdo Moisés fez ótimo lançamento para Luiz Fernando que, livre na pequena área, bateu para fora, levando o técnico Zé Ricardo a colocar as mãos na cabeça.

O Paraná respondeu no minuto seguinte. Após cruzamento, a zaga alvinegra se atrapalhou e Silvinho, desatento, deixou a bola passar quando estava livre diante do goleiro Saulo.

A partida caiu de ritmo e os dois times pareciam mais preocupados em não sofrer gols do que tentar marcá-los. A entrada do meia João Pedro no lugar de Rodrigo Pimpão deixou Aguirre mais isolado no ataque.

Aos 24 minutos, Luiz Fernando invadiu a área e foi derrubado por Renê. O árbitro marcou pênalti que Rodrigo Lindoso converteu aos 28 minutos, depois de muita reclamação dos jogadores do Paraná.

Rogério Micale tentou aumentar a agressividade do time paranista, trocando o apagado Silvinho por Caio Henrique. Sem outra alternativa, o time da casa aumentou a pressão e, aos 36 minutos, Alex Santana arriscou, da intermediária, e Saulo defendeu com alguma dificuldade.

Para tentar segurar o resultado, o técnico Zé Ricardo colocou o volante Jean no lugar do meia-atacante Luiz Fernando. Aos 45 minutos, novamente Alex Santana assustou Saulo com um chute perigoso, mas a bola saiu.

Nos minutos finais, o Botafogo recuou para defender a vantagem e o Paraná se lançou todo ao ataque e acabou alcançando o gol do empate aos 50 minutos. Alex Santana recebeu na entrada da área e chutou. A bola desviou em Igor Rabello e enganou o goleiro Saulo, decretando a igualdade no placar.

FICHA TÉCNICA
PARANÁ 1 X 1 BOTAFOGO
Local: Estádio Durival Britto, em Curitiba (PR)
Data: 12 de agosto de 2018 (Domingo)
Horário: 11h(de Brasília)
Público: 4.831 pagantes
Árbitro: Raphael Claus (Fifa-SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa-SP) e Rogerio Pablos Zanardo (SP)
Cartões amarelos: Renê, Richard, Alex Santana(Par); Rodrigo Pimpão, Marcinho, Renatinho, Jean(Bota)
Cartões vermelhos: Cléber Reis(Par); Matheus Fernandes(Bota)
Gols: 
PARANÁ: Alex Santana, aos 50 minutos do segundo tempo
BOTAFOGO: Rodrigo Lindoso, aos 28 minutos do segundo tempo

PARANÁ: Richard, Júnior, Cléber Reis, Renê e Igor; Alex Santana, Jorge Torito e Maicosuel(Rodolfo); Silvinho(Caio Henrique), Carlos e Rafael Grampola(Baez)
Técnico: Rogério Micale

BOTAFOGO: Saulo, Marcinho, Joel Carli, Igor Rabello e Moisés; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes, Luiz Fernando(Jean) e Leo Valencia(Renatinho); Rodrigo Pimpão(João Pedro) e Aguirre
Técnico: Zé Ricardo

Comentários