STJD nega recurso do Macaé, que vai mesmo jogar a Seletiva do Estadual

Punido por duas vezes no TJD-RJ - por conta da escalação irregular do lateral-esquerdo Lucas Gabriel no Campeonato Carioca - o Macaé voltou a ser derrotado, agora em último instância no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Em julgamento realizado na manhã desta quinta-feira (9), ficou mantida, por unanimidade (6 a 0), a pena de 26 pontos destinada ao Alvianil Praiano.

A medida faz o Macaé encerrar a fase principal do Estadual com -14 pontos, na última colocação. Sendo assim, terá que participar da Seletiva em 2019. O Volta Redonda, por sua vez, escapa da queda - inicialmente seria o time do Sul Fluminense que cairia junto do Nova Iguaçu.

O caso envolvendo Lucas Gabriel ganhou notoriedade após o fim do Estadual, quando o Volta Redonda entrou com a denúncia na Justiça Desportiva,  alegando que o atleta havia atuado irregularmente em seis rodadas. A própria diretoria do Macaé admitiu que o jogador entrou em campo com o contrato já encerrado, mas alegou o chamado "delito continuado", quando a agremiação erra e, sem punição, segue cometendo o equívoco. Neste cenário, o Alvianil Praiano perderia somente quatro pontos e seguiria na elite do Estadual.

Sem ter mais para onde recorrer, o Macaé vive agora o desafio de repetir o que fez no último Estadual, quando superou a Seletiva e participou da etapa principal. O Volta Redonda, por outro lado, evita a inédita e indesejada figuração na fase preliminar da competição.

Fonte: FutRio

Comentários