Cidade de Campos festeja acesso na Segundona pelo terceiro ano seguido

image
O Americano confirmou, no último sábado (22), o retorno à Série A do Campeonato Carioca, competição que não disputa desde 2012. O feito, apesar de levar alegria ao lado alvinegro da cidade de Campos, também gera uma espécie de orgulho coletivo, já que, desde 2016, o município vem conseguindo emplacar o acesso na Segundona Estadual.

Foram três temporadas, entre 2013 e 2016, sem que um clube do município estivesse representado na elite do Estadual. Neste último ano, o Campos - na época ainda utilizando o registro do Carapebus - conseguiu o vice-campeonato da segunda divisão e, junto do Nova Iguaçu, ascendeu ao primeiro escalão do Rio de Janeiro.

O ano de 2017 começou de maneira negativa, já que o Campos logo foi rebaixado novamente, mas eis que o Goytacaz superou o incrível jejum de 25 anos e faturou o acesso. Na semifinal da Série B1 do ano passado, bateu justamente o Americano, com o inesquecível gol de Luquinha aos 44 minutos da etapa final no Estádio Eduardo Guinle, em Nova Friburgo. Em seguida, ainda levantou o caneco em cima do America.

Sem deixar a peteca do futebol local cair, o Americano manteve, em 2018, a média de um acesso por ano na cidade. Com campanha avassaladora, o Alvinegro chegou à semifinal com a vantagem de dois resultados iguais contra o Audax. Mas nem precisou dela, já que venceu nas duas partidas e sacramentou a subida. Na decisão, novamente o America será o adversário de um campista.

Meta agora é chegar na fase principal
Apesar das equipes de Campos dos Goytacazes estarem se dando bem na Segundona, na Série A a história não tem sido a mesma. Campos e Goytacaz, que tiveram que disputar a Seletiva da Primeirona, não conseguiram a classificação à fase principal.

O caso do Campos foi o mais traumático. Logo no ano de estreia na elite, não conseguiu ficar no G-2 da Seletiva. E pior: ao disputar o Grupo X, foi rebaixado. Situação que marcou o fim da parceria com o Carapebus e a retomada do Roxinho com as próprias pernas, reiniciando a trajetória na quarta divisão do Rio de Janeiro em 2017 - atualmente está na Terceirona.

O Goytacaz viveu cenário levemente melhor. Assim como o Roxinho, não conseguiu passar da Seletiva em 2018, mas no Grupo X, ao menos, evitou o descenso. Agora, estará junto do arquirrival Americano na fase preliminar da Série A de 2019.

Clássico pode ser ainda em 2018
A tabela da próxima Seletiva já foi divulgada. A bola rola para a primeira rodada em 22 de dezembro, mas o Goyta-Cano ainda segue indefinido. Isso porque a data do clássico dependerá da posição final do Americano na Segundona Estadual - o Alvinegro decide o título contra o America no sábado (29), em local a definir.

Se for primeiro colocado na Série B1, o Americano encara o Goyta no dia 9 de janeiro, na quarta rodada da fase preliminar. Caso fique com o vice-campeonato, o confronto seria ainda em 2018, na segunda rodada, prevista para 29 de dezembro.

Fonte: FutRio

Comentários