Do céu ao inferno: Léo Guerreiro salva o Sampaio, mas perde pênalti decisivo

Artilheiro do Sampaio na Série B1 com 12 gols, Léo Guerreiro é o responsável pelas cobranças de pênalti da equipe e dono da camisa 9 do Galinho da Serra. Na decisão da Taça Corcovado, o experiente atacante ficou no banco de reservas por opção da comissão técnica em utilizar uma equipe alternativa. 

Na segunda etapa, Léo Guerreiro entrou em campo com o Sampaio perdendo por 1 a 0, teve uma oportunidade e empatou o jogo aos 44 minutos. Com a decisão indo para os pênaltis, o artilheiro foi responsável pela última cobrança, que parou nas mãos do goleiro Max, dando o título ao Audax. Após o jogo, Léo lamentou a infelicidade no lance, mas acredita em Sampaio forte na semifinal geral.

- É uma sensação de impotência. Pois fiz um gol que nos recolocou na disputa, mas logo após eu fui infeliz. Eu bato naquele canto, no último jogo contra o Audax eu bati naquele canto, fiz o gol, mas acontece. Estou tentando tirar pelo lado bom do que aconteceu. Talvez se a gente tivesse ganho esse jogo, pela atmosfera que estava, por estar perdendo e empatar aos 44, talvez seria diferente o nosso pensamento para quarta-feira. Não estou dizendo que a gente não está focado. Deus sabe as coisas que faz na nossa vida. Dessa vez foi um aprendizado, quarta-feira tem mais uma batalha. Temos que esquecer, deixar o tempo curar essa derrota. Sensação ruim, a gente queria o título do segundo turno, independentemente do time que foi utilizado.

Questionado sobre se a derrota para o Audax poderia afetar a equipe de forma negativa, Léo Guerreiro afirmou que não e que, se houver alguma interferência, vai ser positiva.

- Pode afetar para o lado bom. Nós sabemos que não ganhamos nada, Fizemos um segundo turno maravilhoso, estamos invictos. Nós sabemos que é tudo ou nada para o Sampaio, para os jogadores. São duas partidas importantíssimas. Começando em casa, é primordial fazer um bom resultado, porque o segundo jogo vai ser muito difícil. Temos que fazer o fator casa prevalecer. A perda do título do segundo turno vai servir como incentivo para a gente fazer uma bela partida e sair daqui vitorioso.

O Sampaio Corrêa volta a campo na quarta-feira (19), às 15h, contra o America, pela partida de ida das semifinais gerais da Série B1 do Campeonato Carioca, no Estádio Lourival Gomes de Almeida.