Fla e Vasco empatam jogo com gol contra e ambulância empurrada por atletas

Reprodução/Premiere
Não tanto pelo futebol apresentado pelas equipes, mas o clássico da noite deste sábado (15), no Mané Garrincha, correspondeu às expectativas e contou com uma série de ingredientes que deram muita emoção ao confronto. Melhor no início, o Vasco saiu na frente com Andrés Rios, mas levou o empate por 1 a 1 após Luiz Gustavo marcar contra (de cabeça) minutos depois de o Flamengo ficar com um jogador a menos por conta da expulsão de Diego – por reclamação.

O duelo ficou marcado por um momento bastante preocupante no segundo tempo. Bruno Silva trombou feio com o companheiro Luiz Gustavo e ficou desacordado por alguns instantes. Ele precisou ser retirado de ambulância e deixou o campo sentindo muitas dores no pescoço, na cabeça e na perna – segundo informações do canal Premiere.
A igualdade, pelas pretensões da equipe e, principalmente, pelas fases que vivem, não agrada a ninguém. O Vasco vai a 25 pontos e continua na zona de rebaixamento (17º lugar), enquanto o Flamengo chega a 45 e perde a oportunidade de colar nos líderes (São Paulo e Internacional), que podem disparar ainda mais em caso de vitória na sequência da rodada.

Os times têm agora uma semana livre até o próximo confronto. O Flamengo entra em campo antes, no domingo (23), quando recebe o Atlético-MG no Maracanã. Já o Vasco faz o jogo da segunda-feira (24); recebe o Bahia em São Januário.

Os melhores: Fabrício e Maxi López
Um pela criatividade, e outro pela insistência. Fabrício foi o cérebro do Vasco especialmente no primeiro tempo, dando inclusive a linda assistência que originou o gol de Andrés Rios. Já Maxi Lopez deu trabalho à defesa do Flamengo e também participou diretamente do tento vascaíno - e quase marcou o gol da vitória no fim.

O pior: Diego
Vinha mal em campo, sem criatividade, e ainda deixou o time na mão após ser expulso no começo do segundo tempo, por reclamação após uma confusão entre os jogadores.

Vasco começa melhor. Flamengo tenta reagir
A postura do Vasco no início do jogo confundiu o Flamengo, tanto é que em menos de 15 minutos, o time cruzmaltino exigiu duas boas defesas de Diego Alves – em chutes de Andrés Rios e depois de Maxi Lopez, cara a cara. Com o passar da etapa inicial, o Fla ameaçou reagir, mas não resistiu a mais um ataque criativo do Vasco.

Vasco abre o placar após indecisão da arbitragem
Fabrício iniciou a partida fazendo muito bem o papel de meia, e foi de seu pé esquerdo que a jogada do primeiro gol teve início. Ele acionou Raul, que cruzou para o meio da área; Maxi Lopez levou a melhor em disputa com Léo Duarte e finalizou para boa defesa de Diego Alves. No rebote, porém, Maxi conseguiu desviar a bola para Andrés Rios, que só teve o trabalho de completar para as redes. A comemoração do gol, porém, precisou esperar um pouco, depois de uma longa decisão para validar o tento pelo juiz. Léo Duarte e Diego Alves pediram falta de Maxi, mas a reclamação não foi atendida pela arbitragem.
Comemoração "retrô"
Os jogadores do Vasco comemoraram o gol de Andrés Rios à moda retrô. Os atletas fizeram o "trem bala da Colina", que ficou eternizado pelo elenco campeão da Copa do Brasil de 2011. Há algumas semanas, um torcedor havia pedido a Maxi López nas redes sociais que fizesse esta comemoração e o argentino o respondeu dizendo que faria. Dito e feito.

Diego é expulso e deixa Flamengo na mão
Depois de uma confusão entre vários jogadores no começo do segundo tempo, Diego, que já tinha amarelo por falta, acabou expulso de campo por reclamação, segundo a arbitragem. Vitinho, Fabrício e Willian Maranhão também levaram amarelo segundos antes.
Fla abusa do chuveirinho e empata após 'apagão' de zagueiro
Antes mesmo da expulsão de Diego, o Flamengo usava como principal arma a bola aérea. E, de tanto insistir, conseguiu o empate, mas com uma ajuda vascaína. Pará cruzou na área e Luiz Gustavo, ao tentar afastar, cabeceou contra a própria meta, aos 16min do segundo tempo.
Bruno Silva cai desacordado, sai de ambulância e Vasco fica com dez
Depois de o Flamengo perder Diego, expulso, o Vasco também ficou com um jogador a menos na metade do segundo tempo. Bruno Silva trombou com Luiz Gustavo e caiu desacordado em campo. A ambulância entrou em campo, imobilizou o jogador e o retirou de campo. De acordo com repórter do canal Premiere, ele sentia muitas dores na cabeça, no pescoço e na perna.

Ambulância precisa ser empurrada pelos jogadores
Ao levar Bruno Silva para fora de campo, a ambulância precisou ser empurrada pelos jogadores para pegar no tranco. Foram dez minutos de paralisação para a retirada do jogador vascaíno.
Jogadores de Fla e Vasco empurram ambulância no Mané Garrincha
Valentim escala Fabrício e surpreende com formação
A principal novidade da escalação do Vasco foi a presença de Fabrício, que não entrava em campo há mais de três meses - desde 2 de junho. Na ocasião, ele foi extremamente vaiado pela torcida na derrota por 2 a 1 para o Botafogo e depois pensou até em deixar o clube. Ciente do problema do sistema defensivo, Valentim fortaleceu a contenção e escalou três meio-campistas de marcação: Raul, William Maranhão e Bruno Silva. No ataque, deixou de colocar Maxi López adiantado e colocou seu compatriota Andrés Rios para formar a dupla.
De luto pelo menino Isaque
Vasco e Flamengo foram a campo com homenagens ao menino Isaque, jogador que atuou nas categorias de base dos dois clubes e faleceu nesta semana por conta de um câncer ósseo. O Cruzmaltino entrou com um símbolo de luto na frente da camisa, enquanto o Rubro-negro colocou uma tarja embaixo do distintivo. Antes do apito inicial, ainda foi respeitado um minuto de silêncio. Isaque foi enterrado neste sábado (15), no Cemitério de Inhaúma (RJ). Leia mais

VASCO 1 X 1 FLAMENGO

Data/hora: 15/09/2018 (sábado), às 19h (de Brasília)
Local: Mané Garricha, em Brasília (DF)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro (SP)
Cartões amarelos: Willian Maranhão, Fabrício, Maxi Lopez (Vasco); Diego, Vitinho (Flamengo)
Cartão vermelho: Diego (Flamengo)
Gols: Andrés Rios, aos 27min do primeiro tempo; Luiz Gustavo, aos 16min do segundo tempo

VASCO
Martín Silva; Lenon, Luiz Gustavo, Leandro Castán e Ramon; Bruno Silva, Raul (Andrey), Willian Maranhão e Fabrício (Giovanni Augusto); Maxi López e Andrés Rios (Marroni)
Técnico: Alberto Valentim

FLAMENGO
Diego Alves; Pará (Rodinei), Réver, Léo Duarte e Renê; Piris da Motta, Lucas Paquetá, Diego, Everton Ribeiro e Vitinho (Berrío); Uribe (Arão)
Técnico: Maurício Barbieri

Comentários