Fluminense vence Chape na Arena Condá e complica rival na tabela

O Fluminense conquistou uma importante vitória na noite desta segunda-feira. Visitando a Chapecoense na Arena Condá pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, o time comandado pelo técnico Marcelo Oliveira foi letal no primeiro tempo, quando construiu o placar da partida, e saiu de campo com o triunfo por 2 a 1, gols de Everaldo e Sornoza. Leandro Pereira descontou para a Chape.

Com o resultado, o Fluminense se afastou ainda mais da zona de rebaixamento do Brasileirão, abrindo sete pontos de vantagem para o primeiro time que se encontra na zona da degola, o Ceará. A Chapecoense, por sua vez, segue em situação delicada na competição. Estagnada nos 28 pontos, a equipe alviverde é a primeira fora do grupo dos últimos quatro colocados.

O Fluminense volta a entrar em ação no próximo sábado, quando recebe o Grêmio, às 16h (de Brasília), no Engenhão. Já a Chapecoense encara o Ceará, no próximo domingo, às 19h, no Castelão, em confronto direto contra o rebaixamento.

O jogo –  O Fluminense não precisou de muito tempo para mostrar a que veio no Oeste Catarinense. Logo aos dez minutos de jogo, o atacante Luciano abriu para Everaldo na esquerda, que, por sua vez, dominou, ajeitou e bateu firme de fora da área, no cantinho esquerdo do goleiro Jandrei, que ainda viu a bola resvalar na trave antes de entrar no gol.

Daí em diante a Chapecoense tentou reagir no confronto, mas sem sucesso. Se precipitando nas investidas no campo ofensivo, o time comandado pelo técnico Guto Ferreira acabou encontrando um adversário bem organizado na defesa e que não deu muitas brechas para sofrer o empate mesmo jogando fora de casa.

Desta maneira, coube ao Fluminense ser eficiente mais uma vez e ampliar o marcador aos 35 minutos, com Sornoza. O meia equatoriano recebeu de Everaldo na entrada da área e mesmo cercado por adversários conseguiu finalizar no cantinho direito do goleiro Jandrei para fazer 2 a 0 antes do intervalo e deixar o Tricolor carioca em situação confortável na Arena Condá.

Segundo tempo
Na etapa complementar o Fluminense fez o que já se esperava dele. Com a boa vantagem no placar assegurada, o time carioca adotou uma postura mais defensiva e preferiu tentar matar o jogo no contra-ataque. Ciente de que a Chapecoense precisava se expor, o técnico Marcelo Oliveira fez algumas substituições para segurar os donos da casa na Arena Condá, fato que conseguiu fazer mesmo com a pressão alviverde.

Uma hora, porém, a insistência da Chapecoense iria fazer efeito. E foi exatamente isso o que aconteceu aos 34 minutos, quando Diego Torres recebeu em profundidade na direita, levou para a linha de fundo e cruzou rasteiro para Leandro Pereira, que dominou e bateu firme, no cantinho direito de Júlio César, para descontar e colocar fogo na partida.

Coube ao Fluminense saber lidar com a pressão ainda maior da Chapecoense nos minutos finais para voltar para o Rio de Janeiro com os três preciosos pontos na bagagem. Aos 40 minutos, porém, o triunfo quase escapa das mãos dos tricolores. Leandro Pereira recebeu cruzamento dentro da área e cabeceou encobrindo Júlio César, mas viu a bola sair pela linha de fundo. Sem condições de balançar as redes novamente, coube à Chape se contentar com o amargo revés na Arena Condá, resultado que complica o time na luta contra o rebaixamento.

FICHA TÉCNICA
CHAPECOENSE 2 X 1 FLUMINENSE
Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 24 de setembro de 2018, segunda-feira
Horário: 20h (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS – Fifa)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Michael Stanislau (RS)

Cartões amarelos: Leandro Pereira e Diego Torres (Chapecoense); Jadson e Júlio César (Fluminense)
Cartões vermelhos: Douglas (Chapecoense)
Gols: Everaldo, aos dez minutos do 1ºT, e Sornoza, aos 35 minutos do 1ºT (Fluminense); Leandro Pereira, aos 34 minutos do 2ºT (Chapecoense)

CHAPECOENSE: Jandrei; Eduardo, Douglas, Ney Barreiro e Bruno Pacheco; Elicarlos, Márcio Araújo (Canteros) e Diego Torres; Wesley Natã (Bruno Silva), Leandro Pereira e Victor Andrade (Vinícius)
Técnico: Guto Ferreira

FLUMINENSE: Júlio César; Ibañez, Gum, Digão e Léo; Richard, Jadson (Airton) e Sornoza; Aytron Lucas, Everaldo (Matheus Alessandro) e Luciano (Kayke)
Técnico: Marcelo Oliveira