Inter bate o Flamengo no Beira-Rio e assume a liderança do Brasileiro

O Internacional é o novo líder do Brasileiro. Nesta quarta-feira (5), o time gaúcho venceu o Flamengo por 2 a 1, no Beira-Rio, e contou com tropeço do São Paulo contra o Atlético-MG para assumir a ponta.

William Pottker e Rodrigo Dourado marcaram pelo Inter. Vitinho fez o do Flamengo, seu primeiro com a camisa rubro-negra. E o resultado levou o time gaúcho aos 46 pontos no Brasileirão. E como o Atlético-MG venceu o São Paulo, atingiu o primeiro lugar graças ao saldo de gols.

Já o Fla parou com 41 e pode perder o quarto lugar dependendo da conclusão da rodada.
Agora o Colorado encara o clássico contra o Grêmio, domingo, às 16h (de Brasília), no Beira-Rio. Já o Flamengo terá pela frente a Chapecoense, sábado, às 21h (de Brasília).

Dourado vai bem atrás e ainda faz gol
Rodrigo Dourado foi fundamental no controle das chegadas do Flamengo. E tem sido assim repetidamente nos jogos do Inter. Mas nesta quarta-feira, fez ainda mais. De cabeça após escanteio colocou na rede o segundo gol do jogo. E ainda deixou Nico López na cara do gol, mas o uruguaio tentou encobrir Diego Alves e perdeu. 

Léo Duarte falha e Inter abre o placar cedo
Ninguém havia chutado em gol ou sequer chegado perto disso quando Edenílson fez um lançamento sem peso para área. A bola, em diagonal vinda da intermediária, teria Jonatan Alvez como alvo e isso confundiu a defesa do Flamengo. Léo Duarte errou um cabeceio que afastaria o perigo e por trás dele não viu a entrada de William Pottker, que abriu o marcador aos 5 minutos, mudando toda estratégia de ambos os lados.

Lei do ex: Vitinho faz golaço no Inter
Vitinho encontrou, ainda no primeiro tempo, um lugar para jogar. Foi às costas de Edenílson, entre a linha de meio e a defesa do Colorado, pela direita. Ali, desestabilizou a linha de retaguarda vermelha, fazendo Rodrigo Dourado se deslocar para efetuar marcações repetidamente. Com isso, em 'efeito-dominó', a linha do Inter se descontrolou e por algumas vezes passou sustos. E no segundo tempo, marcou o gol de empate em um belo chute.

Inter marca cedo e passa a controlar o jogo
O Internacional marcou um gol com cinco minutos de jogo. Até ali tinha mostrado sua postura peculiar em casa, o mesmo sistema 4-1-4-1 só que com linhas bem mais avançadas do que quando é visitante. Recuperou algumas vezes no campo do adversário, mas não tinha criado praticamente nada até marcar. E depois do gol, desacelerou na criação de oportunidades e passou a valorizar a posse de bola principalmente no campo defensivo. Procurando atrair o Flamengo, o Colorado simplesmente deixou de arriscar e não foi absoluto até o fim da primeira etapa. No segundo tempo, o Inter logo de cara criou oportunidades e parecia determinado a fazer o segundo gol. 

Flamengo não encontra o Inter chega pelos lados
Tudo que o Flamengo havia planejado para o jogo viu ruir com cinco minutos. Atrás no placar, o time carioca tentou sair e parou na barragem montada pelo Inter. Com o meio congestionado pelo tripé de marcadores do time do Sul, o Rubro-Negro passou a usar os lados. E chegou. Marlos Moreno perdeu duas vezes de cabeça com contribuição direta de Marcelo Lomba, que defendeu.

Odair tenta posse com D'Alessandro no ataque
Na hora de atuar, Odair Hellmann tratou de buscar o contra-ataque. Com D'Alessandro no lugar de Alvez. E foi o argentino que ficou como centroavante. A ideia era garantir a posse de bola e a criação para os jogadores de lado. A partir da entrada de Damião, o sistema mudou. 

Barbieri espelha sistema e cria dificuldade para o Inter
No segundo tempo, Barbieri espelhou o sistema com o Inter. Abriu Vitinho e formou um 4-1-4-1 com Everton Ribeiro e Willian Arão como centrais. A alteração criou superioridade pelos lados, gerou o empate e mais uma série de chances. 

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 2 X 1 FLAMENGO
Data: 05/09/2018 (quarta-feira)
Local: Beira-Rio, em Porto Alegre
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo e Sidmar dos Santos Meurer
Renda: R$ 842.060,00
Público: 33.633 (total)
Cartões amarelos:  Piris da Motta (FLA); Cuesta (INT), Jonatan Alvez (INT), Marcelo Lomba (INT), Iago (INT); 
Gols: William Pottker, do Inter, aos 5 minutos do primeiro tempo; Vitinho, do Flamengo, aos 11 minutos do segundo tempo; Rodrigo Dourado, do Inter, aos 14 minutos do segundo tempo; 

INTERNACIONAL
Marcelo Lomba; Zeca (Fabiano), Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenílson, Patrick, Pottker e Nico López (Leandro Damião); Jonatan Alvez (D'Alessandro).
Técnico: Odair Hellmann

FLAMENGO
Diego Alves; Pará, Léo Duarte, Rhodolfo e Renê; Piris da Motta (Willian Arão), Rômulo, Everton Ribeiro, Vitinho e Marlos Moreno (Matheus Sávio); Lincoln (Uribe).
Técnico: Maurício Barbieri

Comentários