Leque de jogadas ofensivas do Paduano é exaltado pelo maestro Marcelo Pano

São 15 gols em cinco jogos (18 se considerados os três do WO contra o São José). O Paduano nada de braçada na primeira fase da Série C Estadual, com média de 3,75 bolas na rede a cada confronto. Chama atenção também a variedade. Contra o Atlético Carioca de Túlio Maravilha, foram oito tentos anotados, das mais variadas formas, dos mais diferentes jeitos. Resultados da inspiração de um time altamente técnico.

- A gente respeita a história do Túlio, que é artilheiro, goleador nato, mas a gente mostrou que temos condições de chegar lá. Respeitamos eles, mas jogamos futebol. O placar nós construímos. Não foi de qualquer jeito. Construímos, fizemos jogadas variadas, uma hora do lado direito, outra pelo lado esquerdo - disse o meia Marcelo Pano, que marcou duas vezes e foi um dos que mais demonstrou fome de gol dentro das quatro linhas.

- Buscamos o tempo inteiro. Quando você entra numa competição, tem que buscar sempre a vitória. E o professor pediu, quando fizemos 4 a 0 no primeiro tempo, para voltarmos com a mesma intensidade, a mesma pegada, porque temos que nos classificar bem. Quem entrou manteve o mesmo ritmo da rapaziada que estava e acredito que fizemos um bom jogo, não só pelos gols, mas pela entrega, dominando o primeiro e o segundo tempo. A equipe está de parabéns - completou o camisa 10.

O Paduano encerra a tranquila caminhada na fase classificatória da Quartona no domingo (2/9), quando recebe o Brasileirinho, no Estádio José Gonçalves Brandão Filho, em Aperibé. O Trovão Azul cumpre perda de mando de campo por conta de não pagamento de borderô. A bola rola às 15h .

Fonte: FutRio