Pedrinho decide, Corinthians despacha Flamengo e vai à final da Copa do BR

No peito e na raça, mas também na canhota de Pedrinho. Com um gol decisivo do jovem de 20 anos, o Corinthians superou o Flamengo por 2 a 1 em Itaquera, nesta quarta-feira (26), e avançou à final da Copa do Brasil em mais uma frustração recente do Rubro-negro. O campeão, além da vaga na Copa Libertadores de 2019, leva R$ 50 milhões, enquanto o vice fica com R$ 20 milhões nos cofres.

Danilo Avelar, em linda assistência de Jadson, abriu o placar para o Corinthians, aos 13min, mas o Flamengo mostrou personalidade para avançar e empatar logo depois, em gol contra de Henrique. Mesmo com uma criação muitas vezes ruim, e dificuldade para sair com a bola desde a defesa, o time de Jair Ventura se achou com Pedrinho. Acionado aos 22min do segundo tempo, ele marcou no minuto seguinte em um chutaço da entrada da área.
As finais da Copa do Brasil serão realizadas nos dias 10 e 17 de outubro. O sorteio dos mandos de campo acontece na tarde da próxima quinta-feira (27), na sede da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), no Rio de Janeiro. Ao Corinthians, a festa de bater o considerado favorito. Ao Flamengo, a decepção de ter um elenco milionário e que acumula eliminações nos últimos anos.

Corinthians larga na frente em jogo diferente
Diferentemente do que foi o primeiro jogo entre os times - há 15 dias, no Maracanã -, o duelo se mostrou um pouco mais aberto desde o início. O Corinthians até começou com determinada posse de bola e largou na frente ao aproveitar falha do sistema defensivo do Flamengo pelo lado direito. Jadson conseguiu belíssimo lançamento para Danilo Avelar. A marcação rubro-negra não chegou através de Everton Ribeiro. 1 a 0, sem chances de defesa para Diego Alves.
E Jadson soma 13 assistências na temporada
A partida em Itaquera reforçou Jadson como a figura mais decisiva no Corinthians atual. O passe perfeito para Danilo Avelar ir às redes foi o 12º para um gol corintiano em 2018. Ninguém tem tantas assistências quanto o camisa 10 no elenco dirigido por Jair Ventura, ainda mais que também foi dele o passe para o tento assinalado por Pedrinho: 13 bolas para gol no ano.

Só que não deu nem tempo para comemorar...
A torcida corintiana fazia a festa com a empolgação do primeiro gol, mas não contava com a rápida resposta do Flamengo. Aos 17min, foi a vez de Willian Arão lançar. A bola encontrou o lateral Pará livre. Ele avançou e cruzou. O desvio no zagueiro Henrique foi providencial e surpreendeu Cássio. Gol contra e o empate carioca em Itaquera.
Fagner dura só 22min e machuca a mesma coxa
Três dias depois de atuar a partida inteira contra o Internacional e dar sinais de que estava plenamente recuperado, Fagner acusou lesão e precisou ser substituído por Jair Ventura. É o terceiro problema muscular dele em 2018, sendo o segundo em cerca de um mês. Mesmo com Mantuan à disposição no banco, o treinador optou pela entrada de Gabriel, volante de origem.

Suspenso, Douglas é desfalque corintiano em primeira decisão
O Corinthians já tem confirmada a sua primeira ausência para a final. O volante Douglas, por entrada no flamenguista Diego, recebeu cartão amarelo e, por acúmulo, ficará de fora do compromisso inaugural.
Depois do empate, Flamengo fica com a posse de bola
A partir do momento de igualdade no marcador, o Flamengo ficou mais à vontade na partida e teve mais posse de bola. Em algumas ocasiões, o desenho do jogo do Maracanã se repetiu. Pressionado em buscar o gol, o dono da casa se mostrava um pouco incomodado ao mudar de características. Henrique Dourado chegou a balançar as redes, mas estava em impedimento. O panorama permaneceu no começo da etapa complementar.

Diego também sai por lesão e Vitinho entra no Flamengo
A exemplo de Fagner, o meia rubro-negro Diego também sentiu um problema muscular e pediu para ser substituído aos 18min. Ele deu lugar a Vitinho, contestado reforço rubro-negro, mas que teve boa oportunidade logo na primeira jogada. Cássio defendeu aos 20min após tabela com Lucas Paquetá.
Dono da noite, Pedrinho entra e resolve classificação corintiana em um minuto
A estrela do garoto Pedrinho brilhou. Foi dele o gol que garantiu o Corinthians na final da Copa do Brasil. O jovem de 20 anos entrou aos 22min no lugar de Clayson e balançou as redes aos 23min para a explosão da Arena Corinthians. Romero recebeu na esquerda, levou para o meio e tocou. Jadson desviou e a bola chegou até Pedrinho. O garoto girou e chutou da entrada da área. Diego Alves pulou, não o suficente. Ali estava escrita a vaga do Timão, que segurou o resultado até o final, inclusive com uma bola explodindo na trave nos acréscimos, e despachou o milionário elenco do Flamengo.

CORINTHIANS 2 x 1 FLAMENGO
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Auxiliares: Bruno Boschilia (Fifa-PR) e Bruno Raphael Pires (Fifa-GO)
Renda: R$ 3.663.322,30
Público: 44.249 pagantes / 44.606 presentes
Cartões amarelos: Douglas (Corinthians); Lucas Paquetá, Willian Arão e Marlos Moreno (Flamengo)
Gols: Danilo Avelar, aos 13min do primeiro tempo; Henrique (contra), aos 17min do primeiro tempo; Pedrinho, aos 23min do segundo tempo

Corinthians
Cássio; Fagner (Gabriel), Léo Santos, Henrique e Danilo Avelar; Ralf e Douglas; Romero, Mateus Vital (Araos), Jadson e Clayson (Pedrinho)
Técnico: Jair Ventura

Flamengo
Diego Alves; Pará, Réver, Léo Duarte e Trauco; Cuéllar e Willian Arão (Lincoln); Everton Ribeiro, Diego (Vitinho) e Lucas Paquetá; Henrique Dourado (Marlos Moreno)
Técnico: Maurício Barbieri

Comentários